sexta-feira, 20 de setembro de 2013

As maravilhas da maternidade

- 2 semanas de escola e está de molho em casa

- ir a uma reunião geral de pais e ter mães histéricas porque a escola oferece leite branco e/ou com chocolate aos meninos e que está mais do que provado que o chocolate causa adicção (dêem ordem para os vossos só beberem leite branco e não chateiem)

- saber que todas as sextas a professora atribui uma estrela de melhor comportamento a um menino e a uma menina, sendo que a eleição é feita pelos próprios, que a ideia é cada semana serem dois diferentes a ter a estrela e que no final todos tenham ganho/merecido a dita. Um incentivo ao bom comportamento. Um excitex todas as sextas para ver quem são os eleitos. (e ter uma mãe indignada porque o filho comentou em casa que não foi eleito e a senhora a dizer que isto causa frustração às criancinhas, bla bla bla)


(NÃO HÁ CU)

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Dúvida existencial

Se, por mero acaso, um filho vosso vos diz que outro menino lhe bateu (ou semelhante), vocês dizem o quê?

(é que eu dou por mim a dizer "se X te empurra, tu empurras também". "se X te bate, não te ficas e dás de volta". não é muito pedagógico pois não?)

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Na hora de ir buscar o pedro à escola, estou com ele de mão dada já de saída, e aproxima-se um rapaz. "olá, é a mãe do pedro?". "sim...". "então parabéns!!". "então?" (com a minha cara duvidosa). "hoje eu e o meu colega apresentámos a hora do conto para a pré-escolar e o pedro foi magnífico! fartou-se de participar, foi ao palco ensinar os outros e sabia imensa coisa! parabéns pelo trabalho fantástico que tem feito".

(e assim uma pessoa fica de coração cheio. de notar que o mérito é mesmo TODO dele)

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

(mais) apertos

Pedro com um ar corajoso: "Mãe hoje só estou contente por ir para a escola porque é sexta. E prometo que não vou chorar!"

(e chorou quando o deixei no recreio no meio dos milhentos meninos de todas as idades e disse "eu tenho vergonha...")

Apertos

Este ano o pirata já está na sala dos 4 anos. Já não faz sesta. Já não tem direito a bolachinha Maria a meio da manhã. Já não pode levar chucha. Já não é pequenino. E todos os dias me diz "mãe, por favor, pede à Mariana (educadora) para fazer as camas para os meninos da minha sala dormirem"


:(