sexta-feira, 29 de abril de 2011

De modos que estou chocada

abril 2011, lisboa (fonte: CM)

Sossego precisa-se

Cheguei ao trabalho e tenho duas aves raras na casa dos 40/50 vidradas na TVI e na SIC (duas tvs ligadas ao mesmo tempo, portanto!), por causa do casamento real. Não tenho nada contra, nadinha mesmo. Mas a minha cabeça já está zonza logo pela manhã, ora goucha ora júlia pinheiro, ora goucha ora júlia pinheiro. Quanto a vocês não sei, mas estou a começar a desesperar.

(vou pôr os phones e tentar ouvir alguma coisa que me acalme...)

Tigelada

Cortei o cabelo ao pirata. Parece um abade. Mas já não podia ouvir as pessoas a dizerem-nos que o cabelo estava enorme, que parecia o Luís XIV (?) ou o Pinto Balsemão, que tinhamos de cortar. O puto tem o cabelo ultra liso. Não há muito a fazer. Corta-se e pronto, vira freire por uns tempitos.

(mas é giro que só ele!)

quarta-feira, 27 de abril de 2011

prometo que hoje n escrevo mais posts

e estou a entrar na terceira semana de dieta. N m pesei mais. Tenho medo. Mas n tenho feito asneiras. Já é um começo

Olarilas

e hoje eu e o batato também estamos de parabéns.

7 anos de blogue

O meu blogue faz 7 anos. Algo que me faz alguma confusão, devo confessar. Aquilo que começou por uma mera curiosidade, veio revelar-se o meu diário. Acho que é isso mesmo. Mantenho os meus diários desde o ciclo preparatório. E desde 2004, que é aqui que "debito" a minha vida. Os meus namorados. As minhas tristezas e depressões. Os casamentos. Os nascimentos. Os baptizados. As paixões. A felicidade. A amizade. Não penso muito, muito menos sou obcecada, em quem me lê (desculpem...). Vejo isto como um registo. E posso jurar-vos que às vezes tenho de ir ao histórico para ver o que fiz a determinada altura. (até para saber quando comprei uma máquina fotográfica que avariou vim aqui ver, para perceber se estava na garantia). Não dá muito bem para explicar. Já trabalhei em mil sítios. Tive alguns namorados. Morei fora. Fui tia várias vezes. Fui mãe. As amigas casaram e tiveram filhos. Fui a festas. Tenho curtido muito. E este blogue é a prova disso mesmo. Que gosto de viver. E que gosto de relembrar, de quando em vez, outros tempos (os idos, vá, aqueles a que sobrevivi)

(ultrapassados os 7 anos, venham mais 7...)
Amanhã vou para o Estoril Open. Não sei se corte os pulsos.

Páscoa



Pois que na Páscoa ficámos por cá. Pois que a chuva nos manteve na capital, mas passou-se bem, não vamos ser injustos... um almoço em sesimbra com família, um jantar fora a dois, uma ida ao zoo, uma ida à estalagem de colares para almoçar, borreganço pelo meio, dieta mantém-se, e pois que é isto. Ainda consegui pôs os pezinhos na areia de sesimbra, juntamente com dois dos meus rapazes (depois de uma chuva torrencial, eis que o sol espreitou).

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Estou triste

Acabo de gastar 87 euros numa bateria nova para o carro. Não há orçamento que aguente e eu preciso mesmo de ter "viatura própria". Para trabalhar. Para me deslocar com o pirata. Para ter alguma independência. Vou ali cortar os pulsos e já volto. Snif.

(bela maneira de entrar em fim-de-semana prolongado)
(a seguir chove a potes e instala-se a neura oficial)

A ver...

Acabei de entregar o meu currículo numa livraria perto de mim que está a pedir um colaborador a full time. Mal por mal, adoro ler. O contacto com os livros, o cheiro, o estar a par das novidades, não me fazem muita comichão, muito pelo contrário. É uma loja de rua numa zona gira. O meu sonho era trabalhar no ramo editorial. Menos do que ganho, não deve ser possível. Agora, com a sorte que tenho dizem-me que tenho cv a mais. Ou nem me chamam.

(vergonha é roubar)

"Que bem que se está no campo"



Hoje apetece-me ser fútil

este é O perfume
(também gosto do l'eau dissey e do ralph verdinho)




creme hidratante que só uso à noite, anti rugas

hidratante que só uso no verão (que regula a oleosidade na zona T)


creme de olhos que ponho todas as manhãs com o hidratante da mesma gama



gel que uso para lavar a cara de manhã (no banho senão não o faço...)




pó bronzeador que uso todo o santo dia e que me acompanha para todo o lado



lip gloss com brilho (ma-ra-vi-lho-so) (mas tanto uso este como um da mac ou de qq outra marca)



creme de mãos que tenho em casa e uso e abuso (também uso um da boticária "nativa spa", mas está no fim...)


creme de mãos que anda comigo na mala (foi-me apresentado por uma amiga, na viagem a Paris)




gel de banho com óleo de amêndoas (uso alternado com outros mais banais, porque esta merda é cara que se farta)




(AHHHHH QUE LUFADA DE AR FRESCO DEPOIS DISTO!!!)



quarta-feira, 20 de abril de 2011

Pode ser?

Queria tanto que o tempo parasse uns tempinhos para poder desfrutar do meu piratinha que está numa fase deliciosa...

(era só isto)

Comichões pessoais

Já perguntei a (pelo menos) 3 amigos meus se são heteros ou homosexuais, e nenhum dos 3 me respondeu "sou homo" ou "sou hetero" ou ainda "sou bi". Ah e tal não sei bem como me descrever. Ah e tal não sejas inconveniente. Ah e tal, vamos mudar de assunto. Por mim tudo bem. Mas caracinhas, se somos amigos e temos à vontade para falar e estamos em pleno século XXI e lutamos pela igualdade e pelo fim da discriminação, porque não começarmos por assumir as nossas preferências sexuais aqueles que nos querem bem, que não nos vão julgar, que gostam de nós de qualquer maneira?

(não entendo, não levo a mal, sei que de certeza que a maioria de vocês vai pensar que há perguntas que não se fazem, mas tudo depende do contexto e do grau de intimidade que se tem com alguém. que mal tem dizer-se que se gosta de homens/mulheres/ambos, foda-se?)

terça-feira, 19 de abril de 2011

O que é "ito"?



Anyone?

O sushi engorda?

Por isso é que adoro ter tudo registado!

Ontem pus uma amiga a ler o meu primeiro diário que data de 1989 e que contém verdadeiras pérolas. Destaque para um dia em que levei um pontapé de um colega de turma, o zé manuel, em que sangrei "desalmadamente" (foi assim que escrevi...) e em que estava em pânico porque achava que podia apanhar o tétano. De notar que culminou com a altura em que devorava os livros do "Adolescente com a Mania da Saúde". Deve querer dizer alguma coisa...

(era tão poucochinha, senhores!)
(mas dá para rir, vá... e acreditem que quando ela leu esta parte eu me ia mijando - literalmente - a rir...)

Update muito rápido

A dieta cá vai. Menos 1,5 kgs numa semana. Not bad. A ver se consigo continuar certinha... já noto alguma coisa nas calças. Haja motivação. Tudo a rezar e a fazer figas. Se não correr bem, agradeço que não me chateiem a cabeça, tá?

O fim-de-semana foi passado em Abrantes, desta vez com os avós paternos. O pirata adora aquilo, é livre, corre tudo, suja-se, dorme melhor, os ares do campo fazem-lhe bem (não é mesmo abrantes mas uma terreola perto). Custa-nos sempre voltar e até já digo que "quando for grande" quero viver no campo, a um passo do mar. Um sonho a realizar...

Esta chuva não me faz diferença, desde que na sexta já se tenha ido embora. Aliás, agora está um sol radioso. Não faz mal o tempo "farrusco", porque não está frio e dá para passarmos a páscoa longe daqui, como se quer. Tudo a fazer figas.

Pois que é isto. Depois da Páscoa o plano é tirarmos uns dois dias para nós, casal batato, e namorarmos um pouco por aí. A ver!

(beijos e queijos)

quinta-feira, 14 de abril de 2011

:)


Let's go girls!

Fui almoçar às docas com uma amiga. O sol, a esplanada, a saladinha (blec), o suminho de laranja, a companhia acima de tudo, foram suficientes para me deixar (ainda) mais bem disposta. Que uma gaja precisa de oxigenar o cérebro. E estar com os seus. E tagarelar. Por isso mesmo é que, não estando contente, logo à noite vai com um grupo de 9 gajas jantar aos meninos do rio. Uma delas é mãe recente e está prestes a ter um treco e nós vamos salvá-la do abismo. Porque lá porque (passo a redundância) é mãe não tem de esquecer que existe vida para além da cria :) (quando o pirata nasceu fiz sempre questão de sair com amigas ou com o batato, para arejar a cabeça. uma pessoa dá em louca se se fecha para as coisas boas do mundo (aquelas para além dos nossos filhos)

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Façam-se apostas....

Comecei ontem uma dieta. Estou mais irritadiça. Detesto comida saudável. Sinto falta de batatas fritas. Donuts. Chocolates. Ca merdum. Para além de nunca ter recuperado depois do pirata nascer (esta boca é para a macaca ali ao lado :), já não estava propriamente magra. A ver vamos quantos dias consigo aguentar esta vidinha saudável. Blec!

Ou então comemorar com uma verdadeira obra de arte



(dos quadros mais bonitos que conheço)

Dia Mundial do Beijo



Há cena mais perfeita do que esta? (só mesmo os beijinhos que o meu filhote me dá :P)

(considerem-se todos devidamente "osculizados")

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Tenho de virar puta?

Ontem passou na RTP uma reportagem sobre a prostituição no nosso país. Na rua, em casas alugadas, vidas duplas, umas mais finas (?) outras nem tanto. Whatever. Há uma associação que vai a casa destas "senhoras", lhes dá preservativos, disponibiliza vacinas para a hepatite, and so on... Posso ser uma grande besta, que sou de certezinha, mas porque raio a mim ninguém me bate à porta para me oferecer as 3 tomas da vacina da hepatite (os preservativos também são bem-vindos)? Porque não vendo o corpinho? Desculpem lá, mas essas senhoras que cobram 25 euros por uma rapidinha de 10 minutos, e ganham o triplo ou o quadruplo do que eu ganho (e é porque pelos vistos a crise também chegou ali), para além de terem formação mínima e de não serem parvinhas nenhumas (que é como quem diz, sabem muito bem os riscos que correm), ainda pagam rendas de apartamentos no centro de Lisboa, fazem férias de luxo e o camandro, porque raio elas têm direito à puta da vacina (que custa os olhos da cara) e a restante população não é tida nem achada? Sim já sei que sou um monstro e o que quiserem, mas essa é a vida que elas escolheram, espertinhas. De dia são advogadas e afins e à noite fazem ali uns 2 ou 3 biscates e ficam com o mês feito. Outras deixaram as vidas comuns, de empregadas de escritório, ou vieram lá do país delas para pôr o corpinho a render. Por alma de quem essas personagens recebem estas coisas gratuitamente e eu tenho de ir à farmácia orientar-me? (porca de vida!)

quinta-feira, 7 de abril de 2011

%&$%(&%$#$&#/$(%)&(/=)

Séjamos. Estéjamos. Oh caneco!

quarta-feira, 6 de abril de 2011

O meu filho para + tarde recordar

Estou rendida ao Mundo em Papel (cliquem no link para conhecerem). Tão rendida que já tenho Q-U-A-T-R-O álbuns para as fotos do piratinha! (um oferecido pela cunhada e mano, no Natal, os outros by myself)

Vale a pena acreditar?

No sítio onde trabalho (ou deverei dizer sou explorada?) está uma pessoa responsável pela parte financeira e de RH, e que por sua vez detém também uma empresa de contabilidade própria. Volta e meia é ouvi-la ao telefone (está na mesma sala do que eu, temos pena) a aconselhar os clientes a manterem os seus trabalhadores em situações ilegais. Em situações precárias (fica explicado porque estou nesta situação de caca). É ouvi-la alto e bom som "oh XX, pague o ordenado mínimo, dê por fora o resto, não quer pagar? Diga que não tem", "qual contrato qual quê. Faça assim e assado que desta forma ninguém o apanha". (só para dizer que qualquer dia não respondo por mim e saco da minha bota e lha atiro à tromba) (e depois no meio das conversas solta um "fázelo" como se falasse um português correcto e fluente) (por isso mesmo é que não desisto de encontrar o meu lugar ao sol no campo profissional. Porque tem sido o meu calcanhar d'aquiles - antes isso que a minha vidinha pessoal que tanto prezo - porque tenho apanhado de tudo. Tenho ganho misérias. Tenho dado o litro. Tenho sido injustiçada. Tudo porque não quero afastar-me da minha área profissional. Tudo porque ainda acredito que seja possível. Mas não tenho paciência para manifs e o camandro. Mas isso sou eu.)

terça-feira, 5 de abril de 2011

Avó, consegues ler-me do sítio onde estás?

Ontem o meu pai disse-me que a minha avó lia o meu blogue religiosamente. A minha tia imprimia de propósito para ela ler. (Saber isso como que me "tirou o chão").

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Hip hip urra!

O meu picolino já tem escola. Só entra para o ano. Mas esse assunto já está tratadinho e arrumadinnho. Irra! Venham de lá os foguetes!

Sem pressas

O fim-de-semana voou. E fez-se de pequenas coisas boas que nos encheram de felicidade. E passeámos pelo Jardim com o besnico, que corre atrás dos pássaros cheio de si mesmo, e almoçámos nas amoreiras com ele, ainda encontrámos três tias pelo caminho, e fomos a casa do tio gémeo também almoçar, e estivemos com duas das (três) sobrinhas mais bonitas do planeta. E ainda conseguimos jantar a dois no Tagide. E ainda recebemos uma tia para jantar lá em casa, enquanto o pai batato foi à Luz ver o Benfica (perder...). E comprámos um kit de limpeza da imaginarium para o piratinha, que fez as suas delícias. E podiamos viver assim para sempre, que ninguém se ia importar. Os três. Felizes. Juntinhos. Sem pressas.

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Já reservaram a vossa mesa na semana do lisbon restaurant week?

Vou ali buscar um café e venho já

Fui almoçar a uma esplanada junto ao rio, com duas amigas. Soube-me pela vida. Cheguei a esquecer-me que tinha de regressar ao "estaminé". Estou cheia de sono por causa do calor e do sol que apanhei. Mas depois recebi a visita do meu pirata aqui no trabalho (que é como quem diz, eu mesma fui buscá-lo). E o sono passou. E agora já não estou com ele. E o sono voltou. merdinha pa.

Mea culpa

Comecei o dia a anunciar ao mundo (no facebook, pois claro) que ia ser mãe novamente. Comecei o dia a receber telefonemas de parabéns, sms e o camandro. Já desfiz a coisa. Irra... (larguem-me pá! era uma piadinha, daqui a uns - largos - anos pode ser que voltemos a falar disto) (adios)