sábado, 19 de novembro de 2011

João Ladeiras é o estudante que respondeu "Miguel Arcanjo"

Tal como publico o vídeo que o humilha, publico o seu direito de resposta:

Fui eu quem respondeu Miguel Arcanjo à questão "Quem pintou o tecto da Capela Sistina?" Agora que vos consegui cativar a atenção, tenho a dizer que o papel da Sábado foi puramente ignóbil, tendo dado instruções completamente opostas àquilo que se pode constatar tanto no vídeo, como também na revista publicada hoje. A v...erdade é que me fizeram 10 perguntas e só mostraram a que eu errei que, como podem comprovar os que se encontravam presentes, acabei por corrigir e responder, então, Miguel Ângelo. Em todo o caso, a minha resposta deveu-se ao simples facto de ter frequentado o Externato São Miguel Arcanjo e, ao mesmo tempo, com a pressão da própria entrevista, dei essa mesma gafe - corrigindo-a assim que apercebi -. De acrescentar que quando concluída a entrevista, fiquei à conversa com a jornalista Inês Pereirinha, perguntando-lhe se esta mesma entrevista ia ter semelhanças a uma que o programa 5 para a meia noite já teria feito, tendo obtido uma resposta negativa a este meu comentário. Todavia, para além de ter sido humilhado como nunca tinha sido até à data, ficou em causa o bom nome da instituição que eu frequento - ISPA - IU -, sendo considerada a melhor instituição de ensino na área da Psicologia. Acabei por ser vilipendiado em praça pública, sentindo-me completamente desolado. Acho-me uma pessoa culta que, durante o trajecto Casa-Escola, Escola-Casa, que tem uma duração aproximada de 2h30/3h diárias, lê os jornais gratuitos que consegue adquirir e, ao mesmo tempo, é assinante da revista Visão. Há tanto assunto que poderia ser discutido, como a abolição do desconto de 50% nos passes sociais que, assim, me vão obrigar a pagar cerca de 85€ mensais, ficando-me mais barato dirigir-me à faculdade de carro. Já tentei contactar a jornalista Inês Pereirinha por 2 vezes, acabando por nunca obter qualquer tipo de resposta. Deixo-vos com uma das mensagens que enviei para a jornalista e, aproveito para anunciar, que estou a reunir todos os elementos necessários para processar a jornalista em causa e, igualmente, a revista Sábado. "

"A ignorância dos nossos universitários", se se sentir bem com o trabalho que realizou, digo-lhe, com tristeza, que você e os restantes colegas são ignóbeis. Vou ainda dirigir-me às autoridades competentes para apresentar uma queixa formal sobre o uso indevido da minha entrevista, sabendo você qual a razão dessa mesma denúncia/queixa. O que mais me impressiona é a generalização que vocês fazem e, mais gravoso, apresentarem ao público uma imagem dos universitários somente com as gafes dos mesmos, não tendo em conta qualquer tipo de pressão momentânea, nem referindo que foi elaborada e apresentada uma panóplia de perguntas a cada universitário."

(parece-me justo vermos os 2 lados)

8 comentários:

barcelence disse...

Justíssimo! Obrigada, Rita. Não fui entrevistada (e nem podia porque o meu percurso académico acabou há já muito tempo;), mas aplaudo teres "postado" a resposta deste rapaz, à semelhança de outros blogs. Deste modo faz-se justiça e é bem mais eficaz na blogosfera do que numa (insuficiente) caixa da própria revista que o humilhou. Obrigada uma vez mais pelo serviço público.

diafeliz disse...

Muito correcta e justa a tua atitude Ritinha! É verdade! E eu já tenho confirmado mais que uma vez, que há jornais que para venderem , vale tudo!Aliás, infelizmente como em outras áreas. Tb lamento pelo jovem estudante atingido e acho pura maldade confundir? a parte com o todo.

Helena Barreta disse...

Quanto a mim, acho mais preocupante e deselegante o que fez a jornalista do que as respostas erradas dos estudantes. Pelos vistos, houve quem tivesse dado conta do erro e de pronto o emendou. A jornalista, por seu lado, "fechou-se em copas".

As conversa da Sopa disse...

Muito bem dito!

Escrita Online disse...

Para quem gosta e QUER escrever:

CONCURSO ONLINE de ESCRITA.

Regulamento já disponível em: http://escrita-online.blogspot.com

Boa sorte!

Anónimo disse...

Existem vídeos da entrevista completa deste rapaz e constata-se que ele não emendou a sua resposta como afirma neste texto, e além do mais errou noutras questões, apesar do que escreveu neste seu belo texto que anda a ser difundido noutros blogs.

Universia disse...

Os estudantes universitários são ignorantes? O Universia acha que não!
http://noticias.universia.pt/vida-universitaria/noticia/2011/11/22/890362/universia-acredita-na-educaco.html

Ritxinha disse...

Não me espanta que isto aconteça. Infelizmente, a velha máxima "não deixes que a verdade te estrague uma bela história" está cada vez mais a ser utilizada por jornalistas que não fazem o seu trabalho de casa ou que têm de "encaixar" a sua entrevista ou reportagem no que a chefia quer,ainda que isso não tenha nada a ver com os testemunhos recolhidos. Vindo da sábado, que trata os próprios jornalistas colaboradores com o desrespeito e falta de consideração com que trata, não me espanta que tenha também uma atitude pouco séria na publicação das suas peças. Sou jornalista, e também sei que somos muitas vezes acusados de tudo e mais alguma coisa porque somo incomodos. Mas uma coisa é ser incómodo com a verdade, outra é não olhar a meios para vender exemplares