terça-feira, 31 de maio de 2011

Ao ponto a que se chega, parte II

Hoje fui a uma farmácia comprar umas coisas que precisava. Na porta leio "precisa-se empregada, requisitos 12º ano". Entro, avio as drogas e pergunto o que devo fazer para me candidatar. Dão-me um formulário para preencher e pedem-me o cv (isto depois de lá irem dentro falar com a responsável). Termino de responder ao "inquérito" e eis que chega uma fulana e diz-me "boa tarde, sou a responsável. esta manhã já entrevistámos algumas pessoas e já decidimos". Olho para ela estupefacta e digo "então se calhar não valia a pena ter preenchido isto....". Resposta "pois...". Rasguei aquilo (com o devido "com licença") e saio com cara de "mas que merda vem a ser esta, foda-se". Mas está tudo bebêdo?

(tipo, qual foi a parte que me escapou?)
(por um triz não parti os óculos à tipa, enquanto os outros funcionários também olhavam para ela com "cara de cus")

Sem comentários: