sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

E pronto, foi a gota de água

O dia mais temido chegou. O meu filho dormiu na nossa cama pela primeiríssima vez. A caminho dos 15 meses, voilá. Vencidos pelo cansaço, pegámos nele e não hesitámos. Estamos a criar um monstro. Podem insultar-me e avisar-me e tudo e tudo aquilo que eu já sei. Eu mereço. E estou a chicotear-me mentalmente. A cereja no topo do bolo? Paizinho que acabou no sofá da sala, porque três na cama parece uma multidão e assim é que ninguém dorme. Clap clap clap para a pior mãe e "marida" do mundo. Euzinha.

(foda-se pá!)
(adormeceu lá. Metemo-lo na cama dele. 3 e tal da matina ficou com a espertina. Nossa cama novamente. E dormimos cada um para seu lado. Mas dormimos)
(sou tão má mãe senhores :((

22 comentários:

Anónimo disse...

Achas? Eu tenho um V. da idade do teu miúdo (o meu é de 17/11)e desde que acabei a licença de maternidade, cada vez que ele tem uma noite mais difícil (normalmente por cauda dos dentes) nem hesitamos: cama grande para todos. Para bem da nossa sanidade mental, e eles às vezes só querem mesmo companhia. O teu baby não tem um amiguinho para dormir? no nosso caso tem ajudado bastante, é um daqueles peluches cão do Ikea (passe a publicidade). Boa Sorte

G disse...

Isso não é ser a pior mãe do mundo :)

Promete que não voltas a fazer e o pessoal daqui continua a fazer de conta que nunca fez o mesmo :)

Cusca disse...

A nossa sanidade mental antes de tudo mais vales descansares e ele dormir na tua cama do que ires parar ao manicómio!!!
Beijos

Mamã do Príncipe Pipoca disse...

Não és má mãe, és MÃE. Quem tem filhos que dormem mal acaba quase sempre por fazer o mesmo, sabes, falar é fácil! E não, não estás a criar um monstro, criarias um monstro se lhe batesses ou o tratasses mal, dormir com o teu filho para além um mal necessário, é também um acto de amor. Não te recrimines, ninguém é de ferro.

Framboesa disse...

Então olha...fizes-te apenas o que grande parte dos pais hoje em dia faz..então, tb não será caso para dramas, né?
Eu nunca dormi na cama dos meus pais...mas isso já foi há 33 anos...e as minhas sobrinhas idem-aspas...mas cada um tem q se adaptar....acho eu...
(Como não temos descendencia podemos dar assim estes conselhos uteis, tas a ver? ;-)

CAP CRÉUS disse...

AHAHAHAH!
Hoje às 3 da matina também andava a fazer piscinas de um quarto para o outro!

Helena Barreta disse...

Qual má mãe qual quê! Nada disso. O único inconveniente, quanto a mim, é a cama ser pequena para os três, de resto, na boa.

O meu filho também dormiu umas quantas vezes na nossa cama e não lhe veio mal por isso.

Aproveite enquanto ele gosta de dormir na vossa cama, é que depois eles crescem e já preferem dormir sozinhos ou com outras companhias.

Bom fim de semana

Sopa disse...

Não te martirizes tanto. Foram necessárias medidas drásticas e tomáste-as. Vais ver que depois consegues dar-lhe a volta e pô-lo a dormir novamente na caminha dele!**

Juanna disse...

Estás louca? Desde quando é que dormir com um filho é sinal de parvoíce? Eu estou-me nas tintas, nas tintas mesmo e durmo com elas quando me apetece. Somos mamíferos, temos de estar juntinhos. Não és um monstro, és a mãe dele, estás cansada e aposto que adoraste abrir os olhos senti-lo ali tão perto.

efilipe disse...

Não acredito numa única palavra: má mãe? Isso não há, sabias? Más são as que nem mães deviam ser chamadas! Mãe é mãe e mãe sofre quando os filhos estão mal, ou com birras, ou chateados, ou não querem simplesmente dormir. Mãe, é aquela que dá mimo e que deixa o filho dormir apertadinho, junto dela, quando é preciso. E um àparte, bom pai que deu o seu lugar pelo bem-estar do filho e da mulher. E foi a primeira vez! Quem nunca fez isso?

Manuela disse...

Má mãe?! Que disparate... que direi de mim então?! A minha filha assentou arraiais na nossa cama desde que nasceu (está a caminho dos três) e poucas vezes tem dormido no quarto dela (todo giro e cor de rosa e tudo!) Nós (casal), cá vamos marcando encontros pela casa! Mas dormimos todos um bom soninho porque privação de sono é considerada tortura pela a Aministia Internacional! Ah, é verdade chama-se a isto Co-sleeping e tem aspectos muito positivos para o desenvolvimento das criaturas (bem ditos americanos!)

disse...

Ninguém aguenta sem dormir! Sei do que falo. Durante 3 anos (!) devo ter dormido meia dúzia de noites de seguida. Eram pelo menos 5 ou 6 vezes por noite a levantar-me. Rejubilei quando passou a 2/3 vezes. Agora, aos 4 anos feitos em Janeiro, a maioria das noites acorda uma vez para fazer xixi. As outras dorme de seguida. Também resisti ao máximo o levá-la para a nossa cama. Mas houve noites em que a minha sanidade mental o exigia. E estamos todos bem!! :-)

Eu é mais bolos disse...

Qual má mãer, qual quê?
Eu não teria aguentado 15 meses, por exemplo...
A nossa sanidade mental é um bem precioso e se de vez em quando for necessário recorrer a esses estratagemas para descansar um pouco, que seja!
Nem ele fica mal criado, nem vocês são maus pais...
Bom fim de semana!

Anónimo disse...

Não é nada. deixe-as falar, isso acontece a toda a gente, só que as "boooassss mães" como elas se apelidam dizem que não, e trocidam quem faz isso!

diafeliz disse...

SORRI que hoje é dia Mundial do Sorriso e o teu sorriso é bem lindo! Sorri sempre , não só hoje e deixa lá que há mães bem piores do que tu. Eu conheço alguém que até é técnica de saúde e sabe os prós e os contras dessa atitude. Foi mãe mt jovem e tem já 3 menininhas. Dormem com os pais se lhes apetecer e não só em bebé, bem mais velhinhas! Acham eles que o conforto e o mimo compensam a falta de higiene e o desconforto de alguns pontapés. Como vês.... Dormiste bem? SORRI E SORRI e SORRI.

Rita disse...

quero agradecer a todos, sem excepção, por me levantarem a moral. este blog existe há 7 anos (em abril) e tem sido uma bengala muito útil nestas fases em que desmoralizo :)

claudia disse...

Má mãe? Não é má mãe não senhora! Às vezes eles precisam mesmo do calor dos pais na cama. Quem me dera que o Gui sossegasse quando vai para a cama dos pais. Nem assim o pirralho quer dormir, chuif...
Tudo a correr bem!
Claudia

Joao Manuel disse...

não desmoralizas nada !!! O puto é um encanto !!! Chama-o mais pelo nome dele para se reconhecer no chamamento !!! Mas ele é um encanto !!! (aliás qualquer dos meus descendentes, filhos e netos, são uns encantos ...)

Anónimo disse...

A minha filha fez ontem 5 meses, e desde que nasceu dorme comigo na minha cama. Ela 'e um anjinho, pk adormece sozinha e tudo, e dorme as sestinhas de dia na alcofa ou no bercinho dela. Ma mae...? Nao, eles sentem-se mais seguros quando nos sentem pertinho! :)

Anónimo disse...

Lê um pouco sobre o co sleping para não te sentirem má mãe... eu também sou muitom má mãe como tu...tenhpo é uma cama ENORME!

Beijos
SJ

Anónimo disse...

Rita, nao acha que por as coisas dessa forma ira ferir suceptibilidades diferentes? Dorme na cama com os pais igual a maus pais, dormir sozinho na cama igual a bons pais! Nao estamos a falar de matematica pois nao? A maior parte das vezes que o meu filho dormiu comigo foi unica e exclusivamente porque precisavamos de mimo um do outro (antes da autonomia vem a seguranca)e hoje ele e um bebe que dorme no quarto dele sem problema absolutamente nenhum, e quando esta com colicas ou doente e muito melhor (tanto para mim como para ele)estarmos juntos, vijiar-lhe a febre e automatico (consigo perceber imediatamente quando a febre esta a subir), ele percebe que nao tem que passar por aquilo sozinho, eu durmo mais por nao ter de andar de um lado para o outro, tem inumeras vantagens. Nao a considero ma mae, tenho e pena que nem voce, nem o seu filho tenham tido o prazer de partilhar a mesma cama, porque tem a ideia pre concebida de que se o deixar dormir consigo e ma mae, e isso e triste.

Um abraco

Ana G.

Ps-Pc sem acentos nem cedilhas.

Joana Collen Matias disse...

A minha filha dormiu comigo até aos 4 anos de idade e não é por isso que sou uma má mãe...(ou pelo menos acho eu :p)
Hoje ela tem 13 anos e é uma criança perfeitamente normal! Toda a gente me dizia que ela ia ficar muito dependente de mim, que isto, que aquilo, mas eu entre ter que ouvir berros constantes todas as noites e manter a minha sanidade mental nem hesitei na escolha :) :)
E quanto à suposta dependência dela por mim... pfft, tenho que andar sempre atrás do meu "porco-espinho" para a encher de beijocas e miminhos porque ela está naquela fase que não quer nada cmg :p
Aproveite bem! Não há nada como poder dormir com os nossos piratinhas ! :)