quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Se eu fosse criança agora... iam ver!

Há bocado fui ao pingo doce e reparei que entre inúmeros brinquedos, a barbie já se vende no supermercado e ao "preço da chuva". Para vocês pode ser a coisa mais banal do mundo, mas eu sou do tempo em que barbies só mesmo nas lojas de brinquedos e custavam 5 contos (o que era bastante dinheiro!).

(eu era mais de barriguitas e pin pons, mas como qualquer menina que se prezasse, tive a barbie cintilante, oferecida pela mãe, e a barbie hawai, oferecida pelo pai. no fim, tanto uma como a outra ficaram sem cabeças, graças ao meu querido irmão gémeo, e com o cabelo verde por as levar comigo para a água da piscina...)
(mas voltando ao cerne da questão, tudo para dizer que me faz bastante confusão ver como os brinquedos que outrora só vinham com toda a pedinchice e mais alguma, hoje estão tão acessíveis e baratos!)

3 comentários:

Panda disse...

Eu sendo a mais nova de 5, lembro-me de desejar ardentemente ter uma Barbie quando era miúda e só me davam das de imitação :( das lojas dos 300. Recordo-me que nunca reclamei com a minha mãe por causa disso porque já tinha consciência que sabe Deus dar-me uma dos 300 quanto mais a original.

Juanna disse...

E os pin e pons? São super baratos! E o que eu suspirava por os ter quando era pequena...tudo caríssimo! Lembro-me de me terem oferecido um Nenuco com uns acessórios que custou 6 contos!!! E sei que custou imenso aos meus avós oferecerem-me aquilo. 30 euros, pfff, hoje em dia nem olhamos duas vezes para um brinquedo de 30 euros, achamos mais que acessível.

Joao Manuel disse...

Cham-se a isto "globalização de mercados" !!! Feitos em Taiwan Malásia Tailandia ... not China (agora dedicam-se a outras "causas" diferentes de "bens consumíveis" baratos ...)