segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Atraversiamo?


Fomos ver isto. Devemos ter sido as únicas pessoas a não gostar do filme. Muito parado. As mudanças de cenas feitas à "papo seco". O livro bate o filme "aos pontos". O resto é conversa)

(uma frase feita que me "marcou": "os filhos são tatuagens")
(a questão de termos (ou não) coragem de ir mais além, de termos "tomates" para atravessar o rio para a outra margem, sem olhar para trás, também me deu que pensar)

6 comentários:

Mamã do Príncipe Pipoca disse...

Acho que acontecesse quase sempre não gostarmos muito dos filmes depois de ler o livro. Eu não li o livro, também vi o filme este fim-de-semana e acho que tirando pormenores técnicos, é daqueles filmes que me fazem sorrir e sentir mais leve. E quando é sim tenho que gostar mesmo! Também me chamou a atenção essa verdade, os filhos são mesmo como tatuagens!

Mamã do Príncipe Pipoca disse...

Acho que acontecesse quase sempre não gostarmos muito dos filmes depois de ler o livro. Eu não li o livro, também vi o filme este fim-de-semana e acho que tirando pormenores técnicos, é daqueles filmes que me fazem sorrir e sentir mais leve. E quando é sim tenho que gostar mesmo! Também me chamou a atenção essa verdade, os filhos são mesmo como tatuagens!

Miss Strawberry disse...

My thoughts exactly! Não poderia estar mais de acordo com esta apreciação. Mil vezes o livro... Fiquei mesmo desiludida com o filme.

Panda disse...

Eu estou no início do livro e estou a gostar, mas já não és a primeira nem a segunda a dizer mal do filme. :/

Bunny disse...

Eu tb vi o filme. Foi giro mas nada por ai alem.... Agora deram me o livro....mas estou sempre fazer comparaçoes!!!

Andreia disse...

Não li o livro, mas DETESTEI o filme! /: