domingo, 3 de outubro de 2010

Fins-de-semana e alegrias

Sexta jantar de gajas (coração apertado, amiguinha vai para Paris durante 6 meses). Sábado ida à gulbenkian com batato pai e batato filho, encontro com batato mano gémeo e batata sobrinha gémea. Almoço com batato pai e batato filho numa esplanada nas docas. Solinho bom. Boa disposição. À noite, batato filho caminha, batatos pais jogar ao monopólio cartas (ganhei, óbvioooo, lol). Ver episódios "brothers and sisters" uns atrás dos outros. Sacar o último da "Anatomia de Grey". Domingo, manhã passada às compras para o pingente besnico larico. Canadiana azul escura bem quentinha da Jacadi, para o inverno que se aproxima. Cara comamerda mas linda e ele merece tudo. Camisola quentinha azul escura. Jardineiras paneleiras para o seu aniversário, de fazendo, aos quadradinhos, pirosas que só elas, para usar com camisola azul escura, camisa azul clara, collants azuis escuros e sapatos pirosos (a comprar). Pijamas de inverno fofinhos e quentinhos, bodies de manga comprida, sweat cinzenta de capuz, dois gorros lindos de morrer, meias para o dia a dia, uma gabardine fashion castanha com forro quentinho, umas meias/sapatos horríveis anti-derrapantes para andar em casa e não escorregar sempre que se põe de pé, uma camisola aos quadrados, uma escova do cabelo porque perdemos a que tinhamos e cada vez que toma banho penteamo-lo com a mão. Mais duas chuchas e duas tetinas para biberão, que tem de se mudar de tempos a tempos porque as outras começam a meter nojo de tão usadas. E ansiamos pelas noites frias para podermos usar o robe lindo maravilhoso que a querida da avó batata ofereceu de fazenda às riscas, mesmo à homenzinho. Tudo tamanho 12-18, que antes grande do que pequeno, e o Inverno é longo.

(e menos muitos euros na carteira e mais felicidade estampada na cara, porque ele merece tudo, sem excepção)
(é preciso fazer mais frio e chover para olharmos para o armário do puto e percebermos que mais de metade não serve, grande parte é de verão e o que sobra é o que se lhe veste!)
(não queremos cá crianças mal vestidas! no way!)
(o próximo passo é abrir uma conta ao besnico, urgente mesmo, para depositar o dinheiro que a tata deu quando ele nasceu e que está no mealheiro e qualquer dia assaltam-nos a casa e lá se vão as poupanças do meu filho)
(o próximo é o fim de semana da mãe batata. 32 anos. Ansiosa que estou! :))

Sem comentários: