quarta-feira, 22 de setembro de 2010

É a loucura

Ontem no autocarro o pica apanhou um "caramelo" sem bilhete. Foi, sem sombra de dúvida, o momento alto do dia (isso e ouvir um rapaz dizer a um amigo "ah, a XXX está casada, mas depois DIVORCEIA-SE e está no papo")

(e, hoje de manhã, vinha um fulano na casa dos 30, com boa aparência, de cerveja na mão, completamente "bezano" a falar com quem estava por perto. E dizia: "estas miúdas do pedro nunes, no alto dos seus 17 anos, sentam-se na esplanada a beber a sua bica, a fumar o seu cigarro e fazem-se de senhoras. É muito bom. São todas minhas primas". Tirando a figura triste, por breves momentos senti saudades de quando ia sair e chegava a casa para me deitar à hora em que todos se levantavam)

2 comentários:

Helena Barreta disse...

Ainda "ontem" isso acontecia comigo e "hoje" já acontece com o meu filho, chegar de manhã.

Vera Dias António disse...

Saudades? Lol, eu tinha tanta vergonha. Lembro-me de uma vez já haver autocarros e apanhámos um onde estavam 3 senhoras de carrapito, mala ao ombro e o saquinho com o almoço que, às 6 e tal da manhã já iam trabalham e nos olhavam com algum ar de reprovação... e eu tão envergonhada, LOL!