segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Vidas

E após muitos (mesmo muitos) anos, voltei a andar de autocarro. Tinham de ver a minha felicidade ao premir o "stop" para sair na paragem seguinte. E as conversas alheias? Gosto tantooo! E o reparar nas roupas e gestos e sentir os odores. E lembrar-me quando não usava lentes e os óculos estavam na mala (pois claro!) e o autocarro a chegar, e eu não ver o número, e mandar parar e só depois ver se era o 31 (andei anos a fio no 31...). E o ficar fascinada porque agora os autocarros têm ar condicionado? E o sentir-me a recuar no tempo, onde outrora, também numa paragem de autocarro, dei inicio àquela que foi a minha primeira relação amorosa e que viria a durar uns "escassos" 7 anos. E as vezes que corri, em vão, para ver se chegava antes do transporte que me levaria à escola ou para casa? E as chuvadas? Oh beleza... e o tiritar de frio em pleno inverno, durante a espera que me parecia sempre eterna? E o encontrar alguém conhecido com quem conversar (não foi bia?) e assim a viagem parecer mais curtinha?

(só senti mesmo falta foi da voz espanhola a dizer "proxima parada...XXX". É... em sevilha era assim...)



6 comentários:

Joao Manuel disse...

Pois é, aqui o "je" quando não tem carro é um drama porque não sei andar de taxi só a pé ou de metro ... autocarro (onibus) também não me entendo com os novos modelos e novas linhas de várias cores e s.m.s. para saber quanto tempo demoram ... é muita areia para a minha camioneta ...

diafeliz disse...

Mas sabe tão bem não ter preocupação com ultrapassagens e encostadelas malucas e buzinadela quando se abranda em passadeira de peões e o xico esperto apressado, frustrado por não poder passar por cima.? E ainda mais preocupante, os klms de ruas percorridas à procura de lugar para estacionar e ver a agulhinha do depósito a ir mais e mais ? Cada caso é um caso e as duas alternativas são necessárias. Pena é que os transportes públicos , apesar de alguma melhoria estarem ainda tão longe do necessário.

Catherine Masen disse...

Eu sou obrigada a apanhar um autocarro que demora uns simpáticos 45 minutos em cada volta,logo eu desisto de esperar e vou a pé até casa ( 20 minutos) e nada me anima mais do que esquecer-me do chapéu de chuva e ter que ir a pé até casa debaixo de uma chuvinha itensa. Abaixo com os autocarros!!

beijinhos

SaraCSaraiva disse...

Gostei :)
Mas realmente, por mais modernos que estejam, têm muito que melhorar os autocarros. Mas têm sempre a sua belezaquando se faz uma viagem de vez em quando :)

B, disse...

Foi sim ;) Ando neles todos os dias e não me arrependo.


***

B, disse...

Foi sim ;)