quarta-feira, 2 de junho de 2010

O lado menos bom da maternidade

Quem diz que a maternidade só tem coisas boas, mente com todos os dentes que tem na boca.

É lindo, é um facto. Mas também tem coisinhas menos boas, convenhamos.

A ver:

- ir à praia na hora do calor é para esquecer;
- combinar coisas em cima da hora? Nem pensar!
- dormir como antigamente? Piada do ano.
- trabalhar em casa com um bebé é malabarismo puro e duro.
- tudo implica logística à séria, no que toca a sair de casa. Ou porque dorme a sesta, ou porque é o banho, ou porque é tarde, ou porque........
- e o encargo financeiro? ele é vacinas, ele é leite, ele é papas, ele é soro, ele é toalhitas, ele é fraldas, ele é roupa, ele é os nossos ordenados a irem num ápice...
- no inverno, estão sempre constipados. andamos sempre stressados "será que está muito forte o aquecimento? será que tem frio? terá pouca roupa?"

(isto tudo para dizer que o sossego acabou para sempre)

12 comentários:

whitesoul disse...

Para sempre, para sempre não.... só até eles terem 99 anitos :):)

Mas é tão booooom e espera até ele começar a dar beijinhos repenicados e cheios de baba, na tua bochecha, oh delicia das delicias :):) o meu aprendeu a semana passada :D

diafeliz disse...

A minha avó faleceu em 1967 com 79 anos e ouvi-a muitas vezes dizer: a partir do minuto em que pões um filho neste Mundo,nunca mais tens sossego! É mm isso! Mas porque será que tantos casais inférteis vão ao fim do Mundo para ter um filho? Como alguém dizia esta semana:Temos tudo. Mas, faltam aquelas palavrinhas mãe e pai. Como eu os entendo!

StellaMaris disse...

Acredito que sim!
Que o desânimo por vezes (talvez muitas vezes) vem ao de cima!
Mas força nisso!
;)

StellaMaris disse...

Acredito que sim!
Que o desânimo por vezes (talvez muitas vezes) vem ao de cima!
Mas força nisso!
;)

paulinha disse...

Ah, pois é! Eu já nem acho piada em ir à praia. É porque está muito calor, é porque não descanso nada, é porque tenho que levar uma mochila com o kit-cocó, comida, bebida, etc (e nem brinquedos lhe levo). E o Pedro nem começou a andar. Espera, espera. Também espero que tenhas mais sorte que eu. O anjinho, doçura que era, transformou-se num miúdo impossível, com um geniozinho do catano e dificíl de contrariar (até porque tenho que passar o dia a contrariá-lo). Faz-me lembrar um episódio do Calvin&Hobbes em que ele pergunta à mãe: "Posso andar de bicicleta no telhado? - Não!; Posso pregar pregos na mesa da sala? - Não!; Bolas, ela hoje não me deixa fazer nada...". Não estou a citar e nem me lembro bem. Mas era qualquer coisa assim e faz-me mesmo lembrar o André. Juro-te que cães é muito mais fácil. E nunca se viraram contra mim.

Joao Manuel disse...

Comentários infelizes de quem não entende a vida e as suas fases ... Vejamos : o ser humano passa por várias fases, como se fossem insectos (com ovo, larva, crisálida e insecto adulto). Nós temos a fase de recém-nascido, 1.ª infãncia, 2.ª infância adolescência, início da actividade sexual, fase adulta, maternidade/paternidade, 3.ª idade com meso e andropausa, envelhecimento, 4.ª idade ... todas elas diferentes e gratificantes, cada uma à sua maneira ... portanto o que fica para trás deve ser recordado com o que teve de positivo e não com a saudade de querer lá retornar ... é como quando praticas ballet : "não olhes para trás senão tropeças e cais ..."

gralha disse...

Se te sossega, o Gugas não dá trabalho nenhum desde os 2 anos. A sério. Por isso é que nos metemos noutra :)

(e não pagas tu creche, isso é que é de bradar aos céus!)

Rita disse...

mariana, n pago creche mas pago uma pessoa para estar cá em casa meio-dia... é lixado... e qq dia passa a tempo inteiro. e aí tou lixada ao quadrado :)

Anónimo disse...

Tudo muda...até a boa da queca torna-se mais complicada de acontecer. Os putos são os próprios contraceptivos... :-D

É com cada uma... disse...

Costumo sempre dizer que à saída da maternidade vinham 2 novos seres. Eu e ele! Sim, porque realmente renascemos e somos pessoas totalmente novas e a nossa antiga vida ficou lá... naquela sala de partos da qual vamos retendo cada vez menos... O meu faz 2 anos prá semana! E como te compreendo! Quanto a ficar melhor, também tenho essa esperança, mas está difícil! Beijo e coragem! Breathe in, breathe out!

Anita disse...

Eh eh.. Subscrevo o post inteiro! Concordo com tudinho! A partir do momento em que fui mãe, mudei! A nossa vida passa a ser vivida em função de outro ser!! Mas qd o meu pimpolho sorri é de uma pessoa esquecer td! Para mim o que me custa muito, mas mesmo muito, é não dormir, desde q ele nasceu nunca mais dormi uma noite inteira e ele tem agora 10 meses.. e bastava-me dormir pelo menos 6h seguidas para aguentar o dia de trabalho, mas o pimpolho é péssimo para dormir e qd finalmente adormece, dorme na melhor das hipóteses 4h seguidas de noite! Td a correr bem!

Rita disse...

ai, o q m consola é q n sou a única :) hehehe :)