quinta-feira, 29 de abril de 2010

Vidas

As mudanças já começaram. A nossa casa parece um acampamento. Dentro de uma semana, deixa de ser a nossa casa. E, a nossa casa, aquela que daqui a uma semana será a nossa nova morada, parece-me tão longe de estar decorada, mobilada, arranjada, e tudo e tudo e tudo. Odeio encaixotar (ia escrever empacotar, mas soou-me mal...). Carregar. Pelo meio, rios de trabalho. Um lufa lufa. Vale-nos o batato estar de férias estas duas semanas (licença parental, melhor dizendo). Já este fim de semana, estamos sozinhos, eu e o pingente. O pai não está. E depois, quando acharmos que já estão feitas as mudanças, pimbas, toca a desempacotar, a arrumar tudo. Não tenho pachorra.

(bom bom era acordar e estar lá, com tudo arrumadinho e limpinho e lindinho)

1 comentário:

paulinha disse...

Mudanças (esta parte de encaixotar e desencaixotar) é uma seca. Mesmo, mesmo. Mas desencaixotar na casa nova já vai saber melhor (é pena demorar...). Podes empre contratar uma empresa, daquelas que arrumam tudo na nova casa como queres.

E claro, quero convite para conhecer a casa nova(no primeiro mês depois da casa pronta). Não é comer nem nada, por isso, não desculpas, para o "ainda não tenho pratos", etc.

Beijinhos, beijinhos!

Ainda no fim de semana passado estive a ajudar a Marta nas mudanças dela. Devias ter visto. Foi uma rapidez! Que grande equipa de mudanças! Tens que mobilizar os amigos.