domingo, 27 de dezembro de 2009

Sweet Christmas

Noite de natal em casa do mano mais velho, com mãe, manos, cunhadas, sobrinhos, sogros e cunhados e sobrinhos do mano mais velho. Algazarra total. Pedrinho sossegado a dormir. Dia de natal almoço no mesmo sítio. Tarde ali passada. Jantar na praia das maçãs, em casa da tia materna com todo o clã desse lado. Algazarra total. Pedrinho sossegado.

Presentes do filhote, "mais que as mães". Pensamos seriamente realizar uma venda pós-natal com todos os brinquedos e roupas e afins.

(piadinha)

1 mês de pingente

O nosso pingente, pirralho, macaco, rato, bebecas, becas, pedro, já tem um mês. 30 dias de emoções, muita fralda, algum choro, muito mimo, muita protecção, muita mamada, os primeiros sorrisos, menos horas de sono, mais horas de felicidade, mais responsabilidade, novas prioridades, muito cheirinho a bebé.

O melhor do mundo!

(o pai amanhã já regressa ao trabalho. Medo. Muito medo)

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Os batatos desejam a todos um feliz natal

(com muitos presentes, muitas crianças, muita saúde, muita comida, muita alegria, muita paz e muito calor humano)

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Eis que o meu filho se riu a bom rir pela primeira vez

PARA A EMPREGADA!

(várias vezes!!! estou doida!)

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

01h37 da matina

Batato: estás a abanar a cama?
Batata: Não...
Batato: Tens a certeza?
Batata: sim...
Batato (já meio histérico): epá, não estás mesmo?
Batata: Não porra!!!

(a propósito do sismo de ontem à noite)

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

É a loucura

No outro dia fui ao jantar de anos surpresa da mami.
Também fui almoçar às docas com o batato.
E dar um olá à festa do baguito.
E fazer uma visita de médico ao mano, kika e Maria.
E de vez em quando vou ao café aqui perto com uma ou outra amiga.
E hoje fui ao Colombo.

(tudo entre mamadas e em contra-relógio, já se sabe...)

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

O baguito faz hoje 5 anos. Parece que foi ontem que vim a correr de Sevilha para o conhecer. O meu primeiro sobrinho. O filho do meu irmão mais velho. O primeiro neto dos meus pais. Uma lufada de ar fresco na família.

Desde que ele nasceu, temos vindo a criar uma relação cada vez mais cumplice. De tal modo que o Francisco tem ciumes do Pedro. E eu tenho pena de agora não lhe poder dar tanta atenção. Maternidade a quanto obrigas.

O cuquinha vai ser sempre o menino dos meus olhos. Aquele cujo abraço vale milhões. O sorriso me enternece. Aquele que não gosta das minhas amigas porque isso significa menos tempo para ele. Aquele que tem ciumes do meu filho, porque se sente excluído. Mas na vida há lugar para todos aqueles que são realmente importantes. E o cuca foi, de certa forma, um dos motivos que me levou a querer ser mãe um dia. Há coisa melhor do que esta?

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

5 de dezembro

Parabéns à melhor mãe do mundo. A minha e mais nenhuma.

Por todo o apoio que me tens dado nestes dias menos faceis. Pelo amor incondicional. Pela meiguice. Por 31 anos de carinho. Por nunca me falhares. E porque sem ti a minha vida seria muito insignificante.

(mesmo com os nossos arrufos és a mãe perfeita. Hoje e sempre)