quarta-feira, 1 de julho de 2009

Não gosto

- De ouvir os The Gift no genérico de umas novelas da TVI. Vendem-se por pouco. Afinal são iguais aos outros.

- De ouvir os The Gift a cantar Amália. Não passa de um assassinato à versão original. Reduzam-se à sua insignificância.

- De todos os santos dias ter de ouvir falar do Michael Jackson. Morreu. Foi uma grande estrela pop, mas nos anos 80/90. Depois disso foi sempre a descer. O senhor já não jogava com o baralho todo. E estava rodeado de escândalos com criancinhas e afins. Morreu como todos vamos morrer. Já chega! Que descanse em paz!

4 comentários:

estrela do ar disse...

Também odeio a versão da Amália. Por favor!

Filipa disse...

Não concordo com o que dizes dos the gift, quanto a "não passar de um assassinato à versão original" fala por ti. Reduzir-se à insignificância? Ora essa! É uma versão, não era suposto cantarem Amália! Não se fizeram agora versões dos Abba no Mamma Mia? Com vozes bem mais horrorosas e toda a gente gostou... Há lugar para tudo, eles não tinham pretensões de fazer igual, é "Amália hoje", logo não é Amália porque a Amália já morreu.Podes não gostar, mas daí até dizeres que são insignificantes... tomara muitos! Eu adoro, vê lá como as coisas são...
Quanto ao Michael Jackson, tens bom remédio: quando começarem a falar dele, desliga a TV. O Manuel João Vieira não joga com o baralho todo e dão-lhe tempo de antena... O Vasco Pulido Valente não joga com o baralho todo e dão-lhe tempo de antena... Etc, etc. Escândalos, dizes bem, mas nada provado...

Bublina disse...

P.S. - E não são os The Gift, mas sim a Sónia e o Gonçalo (apenas e só) que foram convidados para fazer uma versão Pop das músicas da Amália... No total são 4 dos melhores musicos dos ultimos tempos neste país e chamam-se Hoje... e surpresa das surpresas: há quem goste!

Chocolate de Laranja disse...

Concordo com a parte do Michael Jackson. Foi um génio, sim. Tenho pena do que aconteeceu, claro que sim. Mas não se falou nem um milionésimo de pessoas que morreram para salvar vidas como dele!

P.S.: grandee blog, sim senhora!