segunda-feira, 25 de maio de 2009

Quique

Nunca percebi porque é que os clubes de futebol, quando têm uma má época, decidem de imediato dispensar os respectivos treinadores. Nunca percebi, porque tal como na vida, a ideia é não se desistir. Acreditar. Dar o benefício da dúvida. A ideia não é andar a trocar de treinador como se troca diariamente de roupa, à espera de encontrar o (treinador) perfeito. Até porque se há coisa que tenho vindo a aprender, é que situações e pessoas ideais não existem. Fico chateada, pois fico, que não dêem uma oportunidade ao Quique. Gosto dele. Não só pelo seu palminho de cara e corpo. Mas porque o considero um excelente profissional.

 

2 comentários:

Laura disse...

Tens toda a razão. Ele tem mesmo um palminhode cara e corpo.
E acho que devia continuar à frente do benfica (até me faz confusão escrever esta palavra), que assim o grande SPORTING já "só" tinha que se preocupar com o porto! Ah! Ah! Ah!
Jocas, Laura

Gomezzz disse...

O Quique fica, tá confirmado! Mas acho que foi devido a este post. Ehehehe