segunda-feira, 13 de abril de 2009

Páscoa

Quinta jantar com a leonarda Inês e com a calipa, em casa da primeira. Japonês para matar saudades J O batato ficou de molho em casa, sempre a dormir, doentinho.

Sexta acordámos e rumámos à Praia Grande. Almoçámos com a leonarda Inês e com a Xon. Foram lá ter a sinho laró, a jordan, o chouriço, o paxio e o tato. O café foi na esplanada, com o sol a bater nas trombas. Dali, rumámos a casa da sinhó laró, na Praia das maçãs, onde íamos dormir. Por entre um jogo de wii, algum refastelanço no sofá e ronha, chegou a hora do jantar. Rumámos à Adega, nas Azenhas, para o belo do repasto. Ainda houve tempo para ir a um barzinho, onde a música não permitiu que conversássemos. Fomos para casa. Jogámos buzz. Risada geral. Xixi cama.

Sábado acordar tarde, as usual. Almoço na Sebe Saloia, em Galamares. Rumar a Abrantes. Descanso. Descanso. Descanso. Domingo, após o belo do cabrito feito pelo pai do batato, regressámos ao final do dia a terras lisboetas. 14 kms de fila na A23. O desespero. Caminho alternativo e lá nos safámos. Tempo para jantar em casa da mãe batata, com os manos, cunhadas e sobrinhos batatos.

 

(A M. agora só adormece quando lhe damos a mão. O mano tem  receio que ela se habitue. Tenho para mim que isto é um hábito como tantos outros que estarão para vir. Nada de grave.

A C. passou o tempo a dormir. Ainda é muito pequenina.

O Cuca passou o tempo alerta para ver se a mana acordava)

 

E foi a Páscoa possível. Bem boa!

 

3 comentários:

Isabel disse...

Se fosse eu a blogar, teria acrescentado: e, na Praia Grande, estando eu muito entretida a comprar revistas, alguém me chamou. Fiquei muito contente por a ver, coisa que já não sucedia há uns tempos.
Mas não, ninguém me liga :(
Tá-se mesmo a ver quem escreve, não é "sobrinha"? Não me denuncies que isto são só carências e nâo fica bem...
A sério: gostei muito de te ver com o Batato e espero que ele já esteja totalmente recuperado.
Beijinhos da Je.

Minie disse...

Sempre numa roda viva....

Bjs

Anónimo disse...

ola, desculpa a intromissão, mas pensava que depois do casamento cancelado, já não havia batato na história... Afinal existe! Felicidades e as melhoras pra ele
Ana Sofia