terça-feira, 28 de abril de 2009

Amiguinha

A despedida correu sobre rodas. Não correu melhor porque o tempo esteve manhoso e não nos permitiu desfrutar da piscina. Entre almoços, jantares, saídas à noite, surpresas e presentes para a noiva, para não falar do espaço eleito, foi tudo muito giro. A amiguinha estava visivelmente feliz. E nós com ela. E o dia 9 está aí mesmo à porta. E prevêem-se 26 graus. E a batata fica radiante por poder levar as suas sandálias novas. E acha que não vai aguentar a emoção de ver a sua melhor amiga a casar, e vai desatar num pranto. O pior vai ser a maquilhagem. Vai ser lindo ver o menino, os pais Carlos e Maria José, os quatro avós, os tios, tudo emocionado. Sinto que cresci entre eles. Sinto-me uma irmã da amiguinha. E acho mesmo que este dia vai ser especial para todos, sem excepção. Gosto mesmo dela. E ela sabe. Daqui até à lua, com volta incluída. E desejo-lhe o quadruplo daquilo que desejo para mim. Só assim faz sentido a amizade. Já me calei.

 

1 comentário:

Laura disse...

Que linda declaração de AMIZADE. Desejo que o dia 9 corra muito bem e que tu realmente possas levar as sandálias novas!
Sempre marcamos o café? E se fossemos jantar no dia 1? Podes? Depois diz qualquer coisa.
Jocas, Laura