segunda-feira, 31 de março de 2008

Batata mode "Juno"



(lalalalalalala)

Festa amiguinha




Weekend resumé

Sexta, "japonesada" cá em casa com a leonarda inês, a mariana e o leonardo helder que veio de sevilha passar o fim de semana. Ver o "Borat". Adormecer no fim (vá, já não era propriamente cedo...).

Sábado, rumar à praia, as usual. Para os que não sabem, quando começa a ficar calor e sol, a batata "cega" e só ver mar, areia, esplanada e biquinis. Calipa, Leonardos inês e helder na bela da esplanada, com o sol quentinho na tromba, belos hamburgueres e muita converseta. Tempo ainda para rumar ao mundo das compras e trazer umas sandálias giras que só elas (e desta vez são mesmo dos chineses!). À noite teve lugar o jantar dos 29 anos da amiguinha. Evento a que é proibido faltar, ou não se tratasse assim das amigas top.

Domingo, "chinesar" no Piazza. Almoçar/lanchar, porque já não era cedo... Amoreiras (gastar dinheiro, merdinha pá, as lojas perseguem-me...). Jantar no saldanha, a correr vá, e cinemar com o tigre. História do Bob Dylan. Odiei.

Está feito. Vou dormir porque ainda faltam 5 dias para Sábado. Shit!

(fotos em breve...)

quinta-feira, 27 de março de 2008

Insensíveis!!!!

Uma gaja compra uns brincos na Pedra Dura, lindos de morrer. Quase que vende o corpinho para os ter (ok, estamos a exagerar...) e eis que chega ao trabalho e as opiniões dividem-se. Gajas adoram. Gajos dizem "epá, foste aos chineses comprar isso? Parecem mesmo as bolas que eles têm no tecto".



Já não há sensibilidade! Humpf!



(já para não falar do perfume que compramos, verdadeira pechincha, ali no boticário, apenas porque cheira a bebé e para o dia-a-dia é perfeito e depois comemos com a boca "esse perfume cheira a velha")



Not fair...

quarta-feira, 26 de março de 2008

Oh miúda!

Parece que a miúda do "dá-me o telemóvel!" vai a tribunal de menores. Cá a mim, parece-me pouco. A culpa também há-de ser dos pais, mas nem vou por aí. Era castigo certinho. Que se não se educa alguém até aos 15 anos, educa-se quando?

Havias de ser minha filha, havias... (a tua sorte é que os tribunais no nosso país são demasiado bonzinhos! sonsa!)

Mais Páscoa

O fim de semana de Páscoa da Batata correu sobre rodas. Depois da sessão dupla de cinema, da praia na sexta e do jantar com a leonarda inês, no sábado rumou-se a setúbal com a calipa. Jantarinho bom com os pais calipos. Joguinho bom a ver o setúbal a vencer ao sporting (o pai calipo estava a espumar de raiva!!). E, para terminar em beleza, domingo rumou-se novamente à praia. Sol, calor, tostas, converseta com a calipa. Ainda tempo para umas comprinhas. Para dois dvd's e para um jantar, onde se juntou a leonarda inês.

A família batata estava em peso no algarve. Pai em vila real. Mãe em Faro. Mano grande em quarteira. Mano gémeo em mértola (vá, isto é alentejo...).

Tudo para no final dizer "porra, amanhã já é segunda...". (mas sim, valeu BEM a pena)

domingo, 23 de março de 2008

Obrigada sinhó ; 0 )


Sobre a polémica professora vs aluna vs telemóvel

"Muito mais tristes do que a rapariga na imagem são os comentários e os risos dos seus coleguinhas. Quando forem grandes vão de certeza ser Portugueses. Na volta, se calhar, já são". (Rui Zink)

(Triste, muito triste...)

sexta-feira, 21 de março de 2008

Mudanças de planos

A batata optou por não ir para os algarves. Começou a ver tudo a dizer que ia para o mesmo sítio. Começou a ficar de neura. Ficou até à última e lá decidiu ficar. Ontem foi ao cinema duas vezes, com a sinho, leonarda ines e calipa - Caramel (muitooo bom) e Amor em Tempos de Cólera (muito mauu). Jantou com amigas. Dormiu até tarde, porque o corpo assim exigiu. Hoje foi tempo de ver o mar, apanhar sol na mona, ler revistas na esplanada, sentir-me dondoca e respirar fundo de felicidade por não fazer nada. Fim do dia. Casa da leonarda ines. Encostar o sofá. Conversar. Passar pelas brasas. Decidir não fazer mais nada hoje, a não ser pegar no carro para ir para casa (porque se está em oeiras). A leonarda está a cozinhar para a batata. Mordomias assim valem a pena. Quanto à calipa, deve andar algures pela loja do cidadão dos restauradores (llol) (aguardamos novidades, ansiosas). Amanhã será tempo de arranjar unhas. Uma massagem, quiçá. Ver o mar, se o sol continuar. Mais cinema. Sempre com o desejo de não fazer nada que implique muito esforço. Domingo será o dia do senhor. Por aqui não se liga muito à páscoa. E por isso será mais uma véspera de uma semana de trabalho.

Arrependida por não ter rumado aos algarves? n-a-d-i-n-h-a. feliz que só a batata!

E assim se arrepia uma batata

Olá tias lindas do João Maria: data o dia 14 Julho, que o nosso piolhinho foi concebido numa noite quente do Algarve e ao fim de 38 semanas, estou desejosa que ele nasça!! Pois é, não é só dizer : "Li, a tua barriga está tão grande!", ele vem mesmo aí : ) Se não nascer até dia 4 de Abril, a médica irá provocar o parto para que não passe deste dia, portanto... de hoje a 2 semanas ele estará cá fora de certeza!! Na CUF Descobertas, perto do Vasco da Gama, para os lados do Casino de Lisboa para quem não sabe! Se entretanto nascer até lá, também vos aviso! Foi muito gratificante sentir que ele é um bébé muito querido pelas tias que tem! Que me deu uma nova alegria e cor à minha vida e ao olhar em frente, saber que tenho tanto para viver com ele a meu lado : ) E fico muito feliz de sentir que é tão amado quanto a mamã dele entre vocês... Obrigada! : ) Com esta lenga-lenga, venho lembrar-vos que não se esqueçam que para breve serão divididas as noitadas e fins de semana com todas vocês!! : )))) Uma Páscoa Feliz e muitos beijinhos recheados de chocolate!

(nos ultimos tempos alguns foram os amigos que anunciaram que vão ser pais. ui ca bom!!!! escovinha, milfontes, amiga que ainda n disseste a ninguém: vai ser lindo ver a batata rodeada de bebés!)

quarta-feira, 19 de março de 2008

Primavera, come babe!

Hoje é o último de Inverno. Amanhã vou até ao sul do país, descansar, dormir, relaxar e tudo aquilo que ando a precisar. Mesmo com esta chuva manhosa, este frio maldito e uma quantidade de trabalho acima do normal (as usual), não consigo deixar de estar feliz (?). Falta pouco para dar o primeiro mergulho do ano. HHIIHIHIHIHIHIHI!!

(como dizem os meus colegas, cada vez que conto que fui à praia, ao cinema ou que jantei japonês: "qual é a novidade? praia, cinema e comida japonesa fazem parte do teu dia-a-dia"

terça-feira, 18 de março de 2008

Batata ressequida

Desde sábado que a batata andava com uma estranha dor no ombro. A borralha ainda lhe fez uma massagem, querida que só ela. Mas aquilo teimava em não passar. Domingo a dor lá estava. Segunda, a batata passou-se dos carretos e foi para a urgência do Hospital Particular. O pai batata está de férias em Atenas (o sacana!), a mãe batata de baixa, portanto o facto de ser filha de médicos de nada lhe serviu. Hospital Particular. Tirar senha. Aguardar. Ser chamada. Ah e tal, isso deve ser só uma contratura muscular, mas fazemos já um raio x para tirar a teima. Batata volta à sala de espera. Batata é chamada para o exame. Despe da barriga para cima. Coisa mais linda. De lado. De frente. Não mexe. Quietinha. Espere só um bocado para ver se ficou tudo ok. Humm. Vamos só repetir aqui uma. Batata preocupada. Ok, pode vestir-se. Já a chamam de novo. Sala de espera. Batata é chamada. No entra e sai deve ter perdido umas calorias. Médico diz para a batata se sentar. De facto o ombro está bom. O que não está nada bem é a sua cervical. Acharia normal se tivesse 70 anos. Tendo 29, fico preocupado. Se fosse minha filha levava-a de imediato a um neurocirurgião. Faria uma TAC. E ia a um ortopedista da coluna. Mas isso sou eu. Vai ter de usar "coleira" no pescoço. Tomar aqui umas coisas. E fazer o que eu faria se fosse minha filha. Agora vá e as melhoras. Adeus e um queijo que tenho mais doentes na fila.

Nota: o colarzinho até me aquece o pescoço. Não fico nada com ar de atrasada mental. Que ideia. E estou contente que só eu. Quando era pequena sempre sonhei usár óculos, muletas e o belo do colar. Ora aqui tenho a resposta. A idade não perdoa.

domingo, 16 de março de 2008

Entre amigos

Este fim-de-semana deu para encher a alma. Matar saudades dos amigos. Ver o mar. Pisar a areia. Apanhar sol na fuça. Sair à noite. Meter as novidades em dia. E sentir-me feliz.

Sexta, jantar e cinema com um amigo de longa data. Sábado, acordar tarde, praia, esplanada, areia, sol, calor, amigas, converseta. Adormecer no sofá da calipa, ao final do dia, a ver um dvd. Ir ao jantar dos 30 anos do Ruizinho. Estar com os amigos do peito. Cuscar muito com a cunhada, a borralha, a lena, a belinha........... rir a bom rir com as histórias do caracol e do rodrigo. Ir ao bar do escovinha. Domingo, acordar tarde. Ir a casa do mano e cunhada. Matar saudades da Rita Vilanova que veio de Mértola para nos visitar. Ver a barriga dela de 5 meses e meio e imaginar a ritinha a correr tudo, nas suas galochas. "Chazar". Falar falar falar. Jantar com a xon. Falar falar falar. Rir rir rir.

E estar feliz, porque entre amigos outra coisa não se pode esperar.

(e pensar que tenho urgentemente que estar com as católicas, porque morro de saudades delas!!! Já estou a ressacar minha gente!)

sexta-feira, 14 de março de 2008

Assino por baixo

"Uma Avó é uma mulher que não tem filhos, por isso gosta dos filhos dos outros. As Avós não têm nada para fazer, é só estarem ali. Quando nos levam a passear, andam devagar e não pisam as flores bonitas nem as lagartas. Nunca dizem "Despacha-te!". Normalmente são gordas, mas mesmo assim conseguem apertar-nos os sapatos. Sabem sempre que a gente quer mais uma fatia de bolo ou uma fatia maior. As Avós usam óculos e às vezes até conseguem tirar os dentes. Quando nos contam historias, nunca saltam bocados e nunca se importam de contar a mesma história várias vezes. As Avós são as únicas pessoas grandes que têm sempre tempo. Não são tão fracas como dizem, apesar de morrerem mais vezes do que nós. Toda a gente deve fazer o possível por ter uma Avó, sobretudo se não tiver Televisão".

(Definição de Avó, Artigo redigido por uma menina de 9 anos e publicado no Jornal do Cartaxo)

quinta-feira, 13 de março de 2008

B-u-r-r-a

"One night love affair, pretending we don't care..."

(leonarda, obrigada por seres racional. Calipa, obrigada por seres solidária. Batata, importas-te mas não devias. Mania que és esperta...)

Sem título

A vida é mesmo muito estúpida e não faz qualquer sentido. Anda uma pessoa a trabalhar, a dar no duro, a construir a suposta felicidade, uma família e tudo o mais, para quê, se o nosso destino é morrer? Qual a lógica de tudo isto? Criamos laços, apaixonamo-nos, desapaixonamo-nos, sofremos, temos amizades para a vida (ou para a morte?), e no fim de tudo, o final é igual para todos.

Odeio estas merdas. É que odeio mesmo!

Parabéns larex!

Obrigada pela noite, que me animou, me fez rir e dançar, e arejar esta cabecinha que anda tão cheia de porcaria.

GOSTO MUITO DE TI! ESTAVA MESMO A PRECISAR!

quarta-feira, 12 de março de 2008

Para ti, pantufo-begnagdo da minha vida



(chego ao msn e o begnagdo diz "guita, vê lá se isto te recorda alguma coisa". Eis qando senão me vem à memória (não uma frase batida, mas sim) o ano 2003. O casamento do meu irmão mais velho. As viagens de moto 4 com o pantufo. A viagem a Gouveia com a Lau e o Pantufo. As saídas à noite. A semi-liberdade de quando se mora com os pais. E agora já saimos todos de casa. E já somos (semi) crescidos. E a nossa amizade é enorme. E a saudade bate forte. E como eu gosto de ti meu querido begnagdo. Daqui à lua, com volta incluída.)

(escusado será dizer que esta música é sensual nas horas. Mas isso dava pano para mangas e não temos tempo. "são outros trezentos", vá!)

terça-feira, 11 de março de 2008

Adoro esta merda! Ahahah!

Sem vagas no cemitério, autarca proíbe habitantes de morrer
O autarca de uma vila no sudoeste da França ameaçou os moradores com punições severas caso morram, dado que não há mais espaço para enterros no hiper populoso cemitério local. (in Sol)

(qualquer dia proibem as pessoas de respirar! m-e-d-o)



Ambulância colhida contornou barreiras fechadas

"A viatura de transporte de doentes que hoje foi colhida por um comboio numa passagem de nível automática em Montijos, na freguesia de Monte Redondo, a norte de Leiria, contornou as barreiras, que estavam a funcionar normalmente, segundo a Refer.“A ambulância contornou as barreiras da passagem de nível, que estavam fechadas” na altura da passagem do comboio que fazia a ligação Coimbra-Caldas da Rainha, hoje cerca das 10h00, disse à Lusa fonte da Refer-Rede Ferroviária Nacional, corroborando a informação da presidente da junta de Monte Redondo, Maria Espadinha.A passagem de nível automática de Monte Redondo, situada ao quilómetro 175 da Linha do Oeste, estava operacional, “com sinais luminosos e sonoros, além das barreiras baixas”, que a ambulância contornou, afirmou a mesma fonte."(in Público)

"Ah e tal a culpa é da Refer, ah e tal deviam actualizar as passagens de nível, ah e tal".

Badamerda! A cancela estava fechada, os sinais estavam lá. O atrasado ou atrasada que conduzia a ambulância é que se armou em mais esperto que o resto. Mas há pachorra? ODEIO GENTE ESTÚPIDA!

Insanidade

Fui almoçar. Venho-me embora e deixo lá a mala. A Dona Emília, dona do restaurante, vem a correr rua fora para ma dar. Para além disso, todos (ou quase todos) os dias sonho com o trabalho. O último sonho mostrava a batata e toda a equipa a passar a noite na agência. A chefe vem dizer até amanhã, encontra-nos a todos a dormir e em lugar de nos acordar, limitou-se a fechar as persianas para dormirmos melhor.

Acho que estou a ficar louca. Até porque durmo em todo o canto que encontro...

Carinhas larocas em Barcelona : )




Pedro, meu tigre (ahaahah), AMEI!!!!!! Próxima estação: Génova?

Este passou a ser um dos filmes da minha vida



“A Felicidade só é real quando partilhada“. Diz que esta é a máxima do filme. Eu pergunto: Felicidade? Alguém sabe o que é? E a partilha? Anyone?
(grande filme, sim senhor!! Sean Pean em grande, como realizador!)

domingo, 9 de março de 2008

Ontem foi dia de festa : 0 ) (n sem antes passar o dia a trabalhar...)







Cantina Baldraca (começámos a jantar às 23h e tal!!!), estado líquido (bem bom!) e saloio. Estava de rastos da semana mas amei estar com as minhas babes!!!

sábado, 8 de março de 2008

sexta-feira, 7 de março de 2008

Aviso

Só para avisar que a batata anda em modo absoluto de trabalho. A sair de madrugada, com muitas dores de cabeça, cansada que só ela e que isso, POR SI SÓ, justifica a sua breve ausência da blogosfera.

Até já.

terça-feira, 4 de março de 2008

Percebem agora?


(roubado à descarada de um blog algures na internet)

Factos

Uma mulher assassinada, dentro do seu carro, em sacavém.
Um homem baleado no parque do OeirasParque (passo a redundância). Também morreu.
Um segurança esfaqueado no Colombo. Morte certa.

Who's next?

(estamos no Brasil ou nos E.U.A., ou quê?)
(Senhor Ministro da Administração Interna, será que agora já temos razões para pânico, ou ainda é cedo? Esperamos que morram mais uns quantos, não é? Faça-
-se a sua vontade, sua excelência!)

Façam figas, pelo Amor de Deus...

Dear Rita, Here is your horoscope for Tuesday, March 4:

You've got a big smile on your face - no matter where you may be (funerals excepted). Your fun-loving spirit has exactly the right kind of energy to work with and you may impress the right people.

Barcelona, mais fotos













segunda-feira, 3 de março de 2008

Amanhã há mais fotos







Fim de semana em Barcelona

Sair do trabalho às 19h, rumar a casa, arrumar as últimas coisas. Chegar a leonarda inês. Resolvermos jantar antes de ir, porque iamos chegar tarde (ideia da inês, óbvio). O pai batata deu-nos boleia para o aeroporto. Até aqui, tudo normal. Mas como toda a viagem que se preze, há sempre uma (ou duas...) histórias para contar. Embarcar et... voilá! O avião tem um furo. Senhores passageiros, demora apenas 20 minutos. 1h 40 depois, ou seja, às 22h40, eis que levantamos voo. Ena ena. Foda-se, depois da uma da matina já não há autocarros para a cidade. A sorte foi que no mesmíssimo avião ia a amiga Daniela Urbano e a amiga Marta. Gaja que é gaja é inteligente e lá partilhámos o táxi.

Ok, viagem feita, hotel it is. Chegamos, a reserva estava feita, ia ser "canja". "ah e tal, os quartos estão sem luz, se não se importarem vamos transferi-las, sem quaisquer custos adicionais, para um 4 estrelas, no centro da cidade". Leonarda olha para batata. Batata olha para leonarda. Só não damos gritinhos de alegria porque somos crescidas e civilizadas.

Ultrapassados estes "percalços" maravilha, temos o sábado por nossa conta. Eis que resolvemos comprar bilhete para o bus turístico. Olarilas. O dia todo (ou quase todo) de rabinho tremido. Sol na tola. Perceber como Barcelona dá tantos ares a Lisboa. O mar. O rio. O movimento. A luz. O clima.

Vimos aquilo que toda a gente que vai a Barça visita, mais coisa menos coisa (ficou prometida uma ida só para o museu picasso e para o miró). Sagrada Família, las ramblas, bairro gótico, parque guel, Plaça de Catalunya, Montjuic, la pedrera, etc etc...

Por la noche, encontrámo-nos com o tigre pedro e os seus amigo, e fomos todos cenar. Restaurante Persa, it is. Um bom bocado à espera e valeu MUITO a pena. Tudo no seu melhor. Risada de meia-noite (já passava, e bem, dessa hora...).

Pelo meio, umas compras como brincos, aneis, camisolas e sapatos, ou não fossemos nós gajas!

E o saldo só podia ser POSITIVO :0 )

(recuso-me a contar o episódio à vinda em que a leonarda, que trazia um xarope encomendado por uma amiga, se viu obrigada a fazer o check-in e a despachar a mala. do seu stress. e da correria. e tudo e tudo e tudo. e de mais uns encontros relâmpago no aeroporto. e a vida é bela e amarela)

FRASE QUE FICOU PARA A HISTÓRIA:

um homem mascarado de samurai disse à batata "eres una chica muy movida!"
OLÉ!