terça-feira, 12 de agosto de 2008

Que dor...

Ao chegar do almoço, e prestes a entrar no edificio onde trabalho, deparo-me com uma alminha a estacionar o seu CLK. A personagem era a verdadeira assassina. Marcha-atrás, PIMBA, embate com toda a força numa árvore (não estou a exagerar). Não contente com aquele feito impressionante, voltou a fazer o mesmo. Eu já estava a doente e só pensava "porra, aquele carro quase que pagava a minha casa, quem será a vedeta?". Após inúmeras tentativas, o carro ficou com a frente toda de fora (só não tiro foto porque estou num 9.º andar e não se ia ver nada!). Quando a porta se abriu, ficou tudo explicado. Mulher na casa dos 50 anos, cabelo amarelo alaranjado, muito gorda, típica pata brava ou nova rica, o que quiserem, que pensa "de onde este veio vêm muitos mais". O marido que lhe pôs aquela merda nas mãos deve ter cá uma fezada na pessoa com quem casou...

(estas cenas deixam-me doida!!)

1 comentário:

El Trinca disse...

O marido deve querer é ficar viuvo depressa.
Ja pensaste se ela se engana e acelera a fundo em vez de travar?!!?
Ham!?!?