quinta-feira, 13 de março de 2008

Sem título

A vida é mesmo muito estúpida e não faz qualquer sentido. Anda uma pessoa a trabalhar, a dar no duro, a construir a suposta felicidade, uma família e tudo o mais, para quê, se o nosso destino é morrer? Qual a lógica de tudo isto? Criamos laços, apaixonamo-nos, desapaixonamo-nos, sofremos, temos amizades para a vida (ou para a morte?), e no fim de tudo, o final é igual para todos.

Odeio estas merdas. É que odeio mesmo!

5 comentários:

nix disse...

Como diria Rita Lee:
"enquanto estou viva
Cheia de graça
Talvez ainda faça
Um monte de gente feliz!"

http://www.youtube.com/watch?v=WJAaDNWEP_A&feature=related

Anónimo disse...

Goza a vida enquanto podes, é que depois vais estar muito tempo no outro lado.

CriticóComentador disse...

A imortalidade da alma diz te qualquer coisa???
Senão disser, pensa apenas que tudo o que é mau acontece para podermos valorizar o que é bom...
One night...não é o fim do mundo... é só mais um curto espaço de tempo numa longa vida (como os iogurtes,eheheh)
Beijo grande e animação com fartura, que é o que está a faltar!

Rita disse...

borralha da minha vida, és linda : )

anonimo, essa foi forte...

tiaguinhas, o grande!!!

ines disse...

Bem que espirito negativo...isto nem parece teu ritolas! Para a frente é que o caminho e até à morte muitissimos e bons momentos hão-de vir...
Size the day...lá dizia o outro clube de mortos:P