terça-feira, 22 de janeiro de 2008

Reformas de gestores do BCP saem mais caras que a OPA ao BPI, Jornal Negócios de 22-01-2008

A reforma de cinco ex-gestores do Banco Comercial Português (BCP), entre os quais dois antigos presidentes, representou um custo extraordinário de cerca de 70 milhões de euros para o banco, valor que será registado nas contas referentes ao ano passado.Este montante é superior aos gastos que a instituição teve de suportar, no primeiro semestre do ano passado, com a oferta pública de aquisição (OPA) sobre o Banco BPI, que representou um encargo de 65,5 milhões de euros.

(a burra devo ser mesmo eu...)

6 comentários:

Inesa disse...

Quando fôr grande quero ser administradora do BCP!

CAP CRÉUS disse...

Batata!
O Sôr Teixeira Pinto quando veio embora trouxe, não só 10 M de € para casa, como também uma reforma (a 14 meses) de 35.000 € mensais.
Topas?
Mas topas mesmo?

Minie disse...

Eu só me questiono porque é que os clientes do BCP não se insurgem contar isto, não são accionistas, mas são mais do que isso, são a vida do Banco... DEviam fazer uma petição....

Fuskas disse...

Mto bom Blog, com mta coisa p ler e comentar, parabéns!

Visitem http://cinema-em-casa.blogs.sapo.pt/ onde pode encontrar as novas estreias de cinema para download em alta qualidade!

ovelhinhablog disse...

nham nham (o sr. S a abanar a cabeça)e quem é rico vai ao BCP

Joao Manuel disse...

Os Alemães só por uma 'simples deslocalização' da NOKIA deixaram de comprar telemóveis dessa marca.
Porque não levantamos todo o dinheiro que temos depositado no MILLENIUM, deixando essa instituição sem clientes (como os ingleses estão a fazer com o 'Northen Bank')?