quinta-feira, 27 de setembro de 2007

O meu coração é que ficou apertadinho...

Ontem, depois do pilates, fui jantar com a leonarda Inês e cinemar. Vão ver porque vale muito a pena!

Conselho da Europa proclama 10 de Outubro como Dia Europeu Contra a Pena de Morte

Esqueceram-se foi que esse é o dia de anos da batata e do seu gémeo! Humpf!!! Tanto dia no calendário...

(só os polacos é que estavam devidamente informados!) (mas tudo bem, eu consigo viver com isso)

Os "PÓlice" estiveram em grande












quarta-feira, 26 de setembro de 2007

WC

A batata foi ao colombo e precisou de ir ao wc. Tentou um. "Em limpezas". Chegou ao segundo. "Em limpezas". A batata não quis saber e entrou na dos homens. A senhora da limpeza disse "ai menina, não vá para aí... não sabe as coisas que lhe podem acontecer. São muitas coisas". A batata pensou. Reflectiu. Pensou em multas. Em pilas. Em gajos. A batata subiu umas escadas e foi ao wc feminino alternativo.

Jogar pelo seguro sempre foi o seu forte. Ou não.

Gostei!

Depois de sair do work, jantar no mac (que mal é que tem??? chatos!!!) e de levar com mais de uma hora de fila na A5 até chegar perto do estádio nacional, lá conseguimos (eu e a calipa) estacionar o micra algures em queijas... (isto para não falar dos carros que eu ia assassinando... dos gajos à beira da estrada que iamos engatando... da gripe que iamos apanhando... tudo pela ânsia de chegar perto do Sting!!!).

Juntámo-nos à jordan, xu, zé mitra e prima inês e a noite correu na perfeição. Gostámos dos "Pólice", pois que gostámos (pelo meio ainda encontrei a minha gordinha - joana vilanova - com o seu "gaijo" e matei saudades enquanto ouvi um "estás tão magra". Assim vale a pena!)
(depois publico fotos)

domingo, 23 de setembro de 2007

Porque raio insisto em ter pressa?


Vou repetir para mim várias vezes seguidas, e escrever a frase outras tantas, para ver se aprendo alguma coisa. Irra...

Obrigada Sara : )


Este prémio consiste em que cada pessoa escolhida indique mais 10 blogs com o objectivo de agradecer a gentileza que tiveram de compartilhar connosco as suas artes, pensamentos e um pouco da sua vida. Depois de escolhidos os participantes, devemos fazer uma visitinha ao blog de cada um e deixar um comentário para avisar da corrente.
As minhas nomeações vão para:
- sinhó
- jordan
- lezita
- chinesinha
- pelicano
- joão-porque posso
- xuzinha
- ze mitra
- quadrado das bermudas
- abox
Nota: não vou aos blogues avisar!!! (haja pachorra :P)

Ele há coisas...

Na Sexta-feira, a batata saiu do trabalho às 22 horas (coisa pouca). Tinha combinado ir jantar a casa do pai batata, e assim foi. Depois de um bom bocado no trânsito no eixo norte-sul (porque não bastava ter saído tarde...), lá se jantou e se pôs a conversa em dia.

Não tardou para que a batata dissesse "vou-me deitar só ali um bocadinho, para descansar antes de ir para casa". Deitou-se na cama da mana Mafalda, tapou-se e dali até às 9 da manhã foi um tirinho.

A batata dormiu com lentes de contacto, com a roupinha que tinha no corpo e nem isso a impediu de ficar ferrada como se não houvesse amanhã.

Obrigada bicho : )

Filme de outro dia


“Mysterious Skin” é um filme comovente e perturbante sobre os efeitos dos abusos sexuais a crianças e dos caminhos mentais de protecção que se processam para lidar com essa traumática experiência. Baseado no livro de Scott Heim (co-argumentista), “Mysterious Skin” conta a história de dois adolescentes cuja infância foi marcada pelo mesmo trágico incidente, mas cujos futuros divergiram.

O filme do dia


O filme Factory Girl conta a história de Edie Sedgwick, uma das modelos queridas da lendária Factory artística de Andy Warhol nos ’60s. Depois dos seus 15 minutos de fama, Edie deixou-se levar pelo vício na heroína e suicidou-se em 1971 com uma overdose. O filme, que apresenta Sienna Miller no papel de Edie, mostra a relação entre Bob Dylan e a modelo que, após ser deixada por Dylan, cai em depressão.

quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Raspadinhas EMEL? (em que mundo é que eu vivo?)


Hoje, à hora do almoço, fui com um colega meu mudar o recibo do parquimetro do carro dele. Vou lado-a-lado com ele, quando paramos num quiosque. A batata pensou de imediato "vai comprar um jornal ou uma revista". Mas o que se ouviu foi "boa tarde, quero uma raspadinha, por favor". A batata olha para ele e diz "mas não iamos ao teu carro actualizar o parquimetro?". Ele ri-se e diz "mas em que mundo é que tu vives miúda?".

Fomos ao carro e a batata à nora. Vira-se para mim e pede-me uma moeda. Bem mandada que a batata é, empresta-lhe uma (que a batata não dá nada a ninguém...). Nisto, ele começa a raspar e apercebo-me que o que se raspa é o dia, o mês e a hora (tal e qual como sai no papelinho da máquina).

A batata é ingénua e perguntou "mas isso não dá prémio nenhum????". O colega deve ter ficado chocado. Mesmo. De boca aberta. A pensar "esta batata é mesmo atrofiada...". Mas limitou-se a responder "miúda, uma coisa é a Sta casa da misericórdia e outra é a EMEL".

A batata não falou mais.

terça-feira, 18 de setembro de 2007

Parabéns mano

Hoje faz anos o mano grande. São 32. E ele é o meu "nenuco", o meu "pernas de velha", o meu protector. Uma das minhas paixões.

PARABÉNSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS : 0 )

(segundo o nosso pai, também faz anos o pctp mrpp, mas que raio nos interessa isso, afinal de contas???)

domingo, 16 de setembro de 2007

"Dois Dias em Paris"*

Um bom filme para assistir num final de tarde de Domingo, enquanto chove lá fora, ali para os lados do Fonte Nova.

(*loira,obrigada pela companhia)

Comer e dormir

Este fim-de-semana a batata assemelhou-se em muito a um recém-nascido. Foi com a amiguinha e as joanas para azeitão e limitou-se a dormir e comer (pelo meio um choco frito em setúbal, duas tardes na piscina e muita risada).

Adoro-vos miúdas. Soube-me pela vida.

E amanhã começa outra semana de trabalho, esperemos que menos puxada...

Também te adoro de coração bicho : )

Eu conheço-te meu bichinho querido, não preciso de ler inquéritos para te caracterizar. Só falta perguntarem 'como te auto-analisas?'

- 'És o bichinho mais doce do mundo... mais doce que o mel...'

(e bastam três linhas para me aquecer o coração)

sexta-feira, 14 de setembro de 2007

quinta-feira, 13 de setembro de 2007

A virar a boneca

Ultimamente os meus posts limitam-se a curtas queixas sobre a minha hora de saída do trabalho. Para que não pensem que estou armada em calimera, a minha vida desde Sexta-feira passada não tem sido muito mais do que isto. Acorda. Vai trabalhar. Pára. Almoça. Vai trabalhar. Fica a trabalhar "ad eternum". Sai entre as 22h e a 1h da manhã (vamos lá ver se hoje batemos o record...). Vai para casa. Dorme. E sempre assim.

A causa? Só tenho três nomes para isso, e entendam o que bem quiserem.

Paulo Teixeira Pinto. Filipe Pinhal. Millennium bcp.

(vou trabalhar)

quarta-feira, 12 de setembro de 2007

...

E vão dois dias.

Uma da manhã. Batata a sair do trabalho. Que felicidade. Not.

segunda-feira, 10 de setembro de 2007

23h00 e...

... a batata podia estar no café com amigos. Ou refastelada no sofá a fazer zapping. Ou a dar a bela de uma queca (what?????). Ou em família. Ou a dormir. Ou no cinema. Ou a namorar.

Pois podia. Mas não.

A batata está a trabalhar que é para não ser manienta. (e está para durar)

(amanhã não me apanham aqui antes do meio-dia. Quanto vale?)

domingo, 9 de setembro de 2007

Rating my life...

    56.6/100Rate My LifeRateMyLife.net - Find out if you suck at life

(...)

As meninas da ribeira do sado






Hoje fui com a calipa até Setúbal, onde moram os pais calipos. Conhecer melhor a cidade banhada pelo Sado. Ir ao castelo. Ver a vista esplendorosa. Passear pela Av. Luisa Todi. Conversar. Sentir a calma no ar. Respirar e sentir o cheiro a rio. Ir jantar com os calipos um belo de um borrego. Ser bem recebida. Respirar outros ares que não os de Lisboa. E sentir-me bem longe.
(urxa, por razões óbvias, lembrei-me de ti)

Sábado







Ontem, mesmo tendo acordado às 15h30, ainda fui com a amiguinha e com a loira ao cinema ver o "Hairspray". Gostei. Depois fui só com a amiguinha conhecer o novo negócio da amiga susi, que abriu um café com o namorado. Chegámos de surpresa e gostámos do que vimos. Estamos orgulhosas. De seguida, tempo de irmos até casa do mano gémeo. Ver (a miséria) de partida de futebol. Dar um dedo de conversa. Rir um bocadinho. E ala que se faz tarde. A festa da M80 esperava-nos. E superou, mais uma vez, todas as expectativas. Quatro gajas rejubilaram. Os porquês não se podem dizer. E as fotos não se podem mostrar. Ou melhor, aquelas em que aparece mais gente para além de nós. As nossas estão aqui : )

sábado, 8 de setembro de 2007

Saravá

Ontem saí do trabalho às 22h. Já o concerto ia longe. Eu e a calipa saímos a voar para ver se ainda apanhávamos alguma banda! E não é que vimos os The Gift e os GNR? E que curtimos que nem doidas? A gaja dos gift tem presença em palco e o reininho por muito bichona que possa ser, trouxe-nos pérolas como o Dunas ou o sub -16 (para não falar do GRANDE Jorge Romão!!!).

Uma notinha para a aboxinha: miúda, acho-te parecida com a vocalista dos gift. E fartei-me de lembrar de ti por causa do Jorge Romão!!!!! lol

(e acordei agora - pois que são 15h30 - e eu descansei de uma semana para lá de complicada a todos os níveis).

Saravá : )

sexta-feira, 7 de setembro de 2007

Nojo

E quando às 20h de uma sexta-feira ainda se trabalha e o festival da vodafone nos aguarda desesperadamente, o que se faz?

Despedimo-nos?
Dizemos que tivemos uma urgência?
Mandamos o cliente para algum sítio?
Aguentamo-nos?

(pois está bem, era só para confirmar)

nojo, nojo, nojo

quarta-feira, 5 de setembro de 2007

Gerações

Costuma dizer-se que quando uma parte da nossa vida não corre tão bem como é habitual, que tudo o resto tem tendência para piorar. É a tal conversa do "um mal nunca vem só". Acho que a batata anda nessa fase. Não interessando os porquês, a batata anda cansada e instável. Está no trabalho e conta as horas para acabar o dia. Chega o fim-de-semana e quer trabalhar para estar ocupada. Só quer estar onde não está e fazer o que não faz. Toda uma panóplia de coisas que a fazem estar óptima neste momento e daqui a 5 minutos começar a chorar. Diz que acontece aos melhores. Diz que a nossa geração nasceu toda muito nervosinha e com problemas que não existiam há 30 anos. Diz-se muita coisa. Só não explicam que raio de stresses são estes que no tempo dos nossos pais jamais se ouviu falar.



Tudo bem. Já passou...

terça-feira, 4 de setembro de 2007