sábado, 3 de novembro de 2007

Com esta é que me lixaram!

"Rita,

Através da blogosfera tenho conhecido muitas pessoas inteligentes, e interessantes, com as quais vou interagindo. Uma delas és tu, por isso considerei o teu blogue, o "blog do dia".Quando te fôr possível passa no ATORDOADAS, e diz-me porque é que blogas.Bom fds. Bjs."


Ora, o Art of love deixou-me este comment. Antes de mais importa agradecer os elogios. A batata não se considera, de todo, inteligente (a batata jura que na maioria dos dias se sente uma ignorante, quando dá por si a ter conversas sobre política ou História ou outro assunto que não domina e se apercebe que o ideal é estar caladinha...). Quanto ao interessante, também é relativo. Este blog de interessante não tem nada. Mas o português é cusco. O português gosta de uma boa cusquice e de acompanhar as vidas alheias (mas sim, a batata sentiu-se lisonjeada por alguém a considerar interessante ;)

Agora a grande questão: PORQUE É QUE A BATATA BLOGA?

A batata não bloga para enriquecer a blogosfera. Havia de ser bonito. Nem bloga para alguém em especial. Nem a pensar em X ou Y. A batata bloga porque lhe dá gozo. Porque em lugar de escrever estas coisas num caderno prefere fazê-lo noutro tipo de base, neste caso, num blog. Bloga porque tem medo de se esquecer da vida passada. Do que fez, do que disse, dos sítios onde foi. Porque, ao mesmo tempo, adora escrever. De há três anos e meio para cá, o blog da batata foi um dado adquirido na sua vida. Já faz parte. Ponto final. E como nasceu, de um acto espontâneo de escrita, assim há-de morrer. Quando, a batata não sabe. Importa o agora. E agora bloga-se porque se aderiu às novas tecnologias. Porque se gosta de interagir com outros intervenientes da blogoesfera. Porque acaba por funcionar como o seu diário. E por tudo e mais alguma coisa. E porque há coisas que não se explicam... talvez esta seja uma delas. Ou não!

4 comentários:

zé manel disse...

Pergunta: Se eu resolvesse fazer um livro sobre por exemplo: "Fernando Vale na obra de Miguel Torga"
Quem era o autor do livro? Era Miguel Torga?

Å®t Øf £övë disse...

Batata,
Gostei muito de ler a tua resposta. Obrigado por partilhares connosco o porquê de blogares. Gosto de vir aqui ler o que publicas, porque é sempre interessante quando alguém tem a capacidade, como tu, de partilhar algo de si com o mundo. Isso é o que tu fazes através deste blogue, e é isso que faz de ti alguém inteligente, e interessante.
Bjo.

Maríita disse...

Bloga sobre o que quiseres e à tua vontade, ninguém tem nada que ver com isso.

Peço desculpa pela minha ausência, mas tenho mesmo andado ausente...

Beijinhos

Psyhawk disse...

E, como agora é moderno, não pensas em passá-lo a livro? LOL