quinta-feira, 22 de fevereiro de 2007

História contada por uma colega de trabalho:

O avô da amiga dela faleceu. Morava com a mulher, numa terreola algures no alentejo. A família resolveu tentar arranjar um centro de dia para a viúva, para esta ocupar os dias. Lembraram-se de ir falar com o Padre lá da aldeia. Ele talvez os pudesse ajudar, já que não havia vagas em lado nenhum. O Padreco de meia tigela vira-se para a família e diz "- vocês até são abastados por isso arranjo-vos uma vaga num centro de dia em troca de 5 mil euros".

Mas em que país é que vivemos? Heim? Sacanas destes padres aldrabões e intrujas!!!!!!!!!!!!!!!! (isto dava uma boa notícia, essa é que é essa!)

3 comentários:

Joana disse...

Com sorte o padre ainda tinha alguma criancinha escondida por baixo da batina... Ai, herege! :)

Anónimo disse...

Bem, fui eu que denunciei esta história. Mas se calhar ainda me vou arrepender, porque calculo que para precisar de 5.000 euritos o sr. padre deve ter muitos filhos para alimentar... CÃOOOO!!!

A amiga da batata fritaaaaa

lovely disse...

Não faltam histórias como essa. A dos meus avós maternos foi exactamente igual. Ambos com problemas de saúde e a precisar de cuidados e a família tentou arranjar um lar em condições com médicos e enfermeiras e tal. Não havia vagas em lado nenhum, até que a minha prima conhecia fulana de tal que conhecia este... por 4000€ cada um + as reformazitas já se arranja um quartinho para os velhinhos. E lá foi. Realmente aquilo tem condições, o quarto é espaçoso, as enfermeiras e auxiliares são impecáveis. O meu avô faleceu passado um ano e eles (lar) pegaram logo na minha avó e meteram-na num quarto com mais 2 senhoras. Lá se foi o dinheiro, a privacidade, o conforto...