segunda-feira, 5 de fevereiro de 2007

22h49 e ainda se trabalha

Hoje levantei-me mais cedo. Motivo: ir levar o carro ao mecânico, para revisão e inspecção. Caminhei até ao trabalho. Cheguei mais cedo do que o habitual - coisa raríssima, diga-se. Almoçar ao mesmo tempo que trabalhava. Motivo: dia de fecho de uma das nossas revistas. Há alterações urgentes a fazer, até às cinco da tarde. Mega dor de cabeça. 17h, 18h, 19h... e o tempo vai passando. Pelo meio, "a revista tem mesmo de fechar hoje, dê lá por onde der". Suspiros de "lá vamos nós ficar até mais tarde...". 20h. Ligar à mami a dizer que afinal não devo lá passar. 21h. A chefe diz que tem de ir mas que temos de segurar as pontas. Saio para ir à Bella Itália, aqui ao lado, para comer uma pizza e trazer para os colegas. A amiguinha que é a verdadeira amiga, veio ter comigo, fez-me companhia (nós tinhamos combinado ir ver a Anatomia de Gray, lá para casa... planos furados!). São 22h49. Estou mais morta do que viva. Vou sair agora, se não aparecer nada de repente.

O primeiro, dos cinco dias da semana, está ultrapassado. Venham mais quatro...

3 comentários:

Anónimo disse...

Quando te vires nesses assados o que este teu amigo te aconselha é a fazeres umas pausasinhas...

Dás um salto ao meu tasco que é garantida uma subida na moral (principalmente nessas situações)...

Porque Posso

Beijinho
J

Belita disse...

Alanca mula que é para isso que te pagam, ah, ah, ah!!!

Jordan disse...

Welcome to my world :P
Volta e meia acontece-me o mesmo... (e por mais que o tempo passe, não há meio de me habituar, hehehhe)