quinta-feira, 7 de dezembro de 2006

Tema da semana

Esta semana o tema que tenho em mãos é, nada mais nada menos, que a frigidez, ou a disfunção sexual feminina (consta que o termo frigidez já não se usa...). Muito há para dizer sobre este assunto. Aliás, o tema está pouco aprofundado. A sexualidade feminina está, na globalidade, pouco aprofundada. Fui entrevistar uma ginecologista/obstreta, especializada em sexologia, e de seguida falei com uma psicóloga clinica, também esta com a especialização em Sexologia. Digamos que saí de lá mais enriquecida. Que descobri que um homem pode ter uma ejaculação, mesmo sem ter um orgasmo, ou ter um orgasmo sem que exista ejaculação. Descobri que há vaginas que têm três himans. Outras que não têm nenhum. Que não vale a pena comprar lubrificantes nas farmácias, se podemos usar o creme hidratante PH neutro, 5.5, que usamos no dia-a-dia. Enfim, uma panóplia de coisas novas. Curiosidades sem fim. Um interminável mundo de coisas por descobrir. Porque, afinal, nos dias que correm a performance sexual feminina é tão ou mais importante que a masculina. Porque é bom conhecermos o nosso corpo e o do nosso parceiro. Partilharmos aquilo que mais gostamos e como mais gostamos. Sem medos, tabus, receios ou ansiedades. No fundo, toda esta temática deveria ser encarada e conversada com a maior das naturalidades. Seria tudo muito mais fácil... especialmente numa sociedade como a nossa!

8 comentários:

iksvodaled disse...

falaste dos rebuçados de mentol?

Olivia Palito disse...

Grande verdade!
Ainda existem limitações sociais para falar sobre tudo isso, embora estejamos a caminhar para melhorar.
Sempre a aprender :)

Xano Mãozinhas disse...

"Descobri que há vaginas que têm três himans" -- Irra devem passar o dia todo coladas ao frigorífico!

Do creme PH 5.5 já sabia, aliás o Arq. já dizia "se doí vou ali buscar um creminho"

Por último, não existem mulheres frígidas, existem sim mulheres mal comidas!

charlotte disse...

Temas desses no nosso País de facto ainda não são muito discutidos... As pessoas têm medo de falar disso, parece que é uma coisa que não é natural... Portugal é ainda um pouco conservador em relação a estes assuntos...
Talvez as próximas gerações venham a falar disso com mais naturalidade... Mas nunca se sabe...

Niki disse...

eu até queria deixar um comentário sério porque realmente o tema o pedia, mas depois dos comentários do Xano, não há condições!! hihihihihi

cochiuato disse...

Sempre ouvi dizer que o que é bom é margarina, nunca fica nada colado ao tacho.

Pelicano disse...

desses, disso, estes, disso, então Charlotte? :)

Anónimo disse...

Estou a ver que a revista onde trabalhas é bastante instrutiva! :) De qualquer modo, creio que em relação ao assunto ao debate, as origens do mal são provocadas pelo elevado grau de stress que as mulheres têm hoje em dia. Os tempos mudaram e hoje a mulher tem que trabalhar, cuidar da casa e dos filhos e ser amante. Mas por vezes são coisas a mais para um simples ser humano não é verdade?