quinta-feira, 14 de dezembro de 2006

Divorcios

Os divórcios online chegaram a Portugal. Embora o processo ainda não seja pacífico, está aberto o caminho para as separações por computador.

A velha máxima da igreja católica “até que a morte vos separe” já não é o que era. A Internet foi de facto a maior invenção do homem, logo a seguir à roda e, actualmente, mudar o seu estado civil de casado para divorciado está ao alcance de um simples ‘clique’.
Sem chatices burocráticas, faltas ao emprego ou perdas de tempo, divorciar-se é agora muito mais fácil. Tudo porque uma equipa de advogados de Coimbra trouxe para Portugal um conceito já testado com sucesso em países como a Espanha ou a Bélgica. O único requisito deste irreverente serviço é que os cônjuges estejam ambos de acordo, o que nem sempre é fácil de alcançar. O modelo tem suscitado a curiosidade dos casais e algumas reticências por parte da Ordem dos Advogados.
O www.divorcionet.pt é o primeiro (e até à data único), site português a formalizar divórcios integralmente pela Internet. Ricardo Candeias, coordenador do site, não se poupa em argumentos a favor da nova plataforma ao serviço dos casais desavindos: “além de facultar um inovador sistema de acesso a consultas jurídicas – via chat, e-mail ou telefone –, o site permite obter um divórcio em metade do tempo que é normal”. O coordenador do Divorcionet.pt salienta a facilidade de utilização da plataforma, a amplitude de serviços que presta e os seus benefícios imediatos. (in EXPRESSO)

Agora é que vai ser um "vê se te avias"!!!!

1 comentário:

Isis disse...

Agora só falta mesmo o casamento pela internet... assim fica tudo instantâneo. E os homens iam adorar!!!