domingo, 12 de novembro de 2006

Para ti bruxinho

Sei que esta não é uma altura fácil para ti e que até parecias animado no velório. Mas também sei que não é assim que choras a morte do teu pai. Sofres por dentro. Vives a dor à tua maneira. Só queria deixar-te um beijinho grande e um abraço daqueles que nós damos tão bem. Porque és muito especial para mim e não te quero faltar, nem hoje nem nunca... qualquer coisa de que necessites, não hesites. Estamos cá para o que der e vier. Sempre.

Beijo muito grande meu bruxinho lindo, meu má raça, meu amigo do coração, meu companheiro de risota.

Sem comentários: