quinta-feira, 2 de novembro de 2006

Baguito

Acordar com o baguito, na minha cama, a dar-me mimos, a dizer disparates e a rir feito tolinho, é qualquer coisa de magico... E depois vê-lo no penico ao mesmo tempo que folheia o livro do amigo Ruca, ainda me derrete mais. A amostra de gente, que ja faz dois anos para o mês que vem, continua a fazer-me render aos seus encantos. Há lá coisa melhor do que uma criança a chamar por nós, o seu cheiro e o seu riso, para nos deixar bem dispostas logo pela manhã? Duvido : )

Por aquele ser dou a minha vida : )

2 comentários:

iksvodaled disse...

o cochiuato vai ver se pode fazer de baguito um destes dias. só não promete a parte do penico.

ps: obrigado por continuarmos na tua restrita lista de amigos. Tu estás aqui (gesto a bater com o punho no peito, do lado do coração)

cochiuato disse...

O meu R.P. está sempre a querer tratar de mim.