segunda-feira, 2 de outubro de 2006

Resume do festao do ano

Acordar cedo, depois de me ter deitado tarde e de ter acordado, por diversas vezes, durante a noite. Banho rápido, roupa improvisada e rumar ao cabeleireiro. Duas horas de tortura. Cabelo, unhas pés e mãos, maquilhagem. Correr para casa. Vestir a indumentária laranja maravilha. A campainha tocar. Descer a voar. Rumar a sintra. O noivo está radiante com os padrinhos. Alegria geral. Ainda tentou levar uma gravata cor de rosa mas foi imediatamente dissuadido por todos... (o maluco dizia q assim ia parecer um gajo novo rico e que ia dar um desgosto à kika). Risada geral. Lá acatou as opiniões e levou uma azul. Fotos aqui. Fotos ali. O casamento anterior atrasou-se. A noiva ligava-me para saber o ponto de situação e dizia-me "estou linda e maravilhosa, toca a despachar". Cerimónia na igreja. Ela com um sorriso de orelha a orelha. Ele a chorar quando a viu entrar. Respostas firmes, decididas e bem altas dela ao padre. Ele a responder mais baixinho e muito emocionado. O baguito a levar as alianças, que cairam no chão. Risos. Bjo do noivo ao sobrinho. Eu que ia partindo o microfone quando fui ler o que me estava destinado. Esqueci-me do refrão e poupei dez minutos de missa (ahahah!!). O coro esteve no seu melhor e o padre até tinha humor. Rumar à quinta. Ic19 cortada, demorou-se mais tempo. Cocktail antes do copo de água. Champanhe com sumo de limão. Muitos salgados. Nenhum escapou à nossa xonas (ahahah). Mais fotografias. Só de gajas. Só de gajos. Caretas. E por aí fora. O painel com a orientação das mesas. Temas ligados às viagens feitas pelos noivos, com respectivas fotografias. Fiquei na mesa marrocos. Eu, o irmão da noiva, o escovinha, o bananas, a belinha, a paulinha, o maluco, o paulinho e a ana. Brindes a cada cinco minutos. Comentários do bananas que dizia "se estamos assim às 8 da noite como estaremos às 6 da manhã?". Muito tabaco. Muita bebida. Comida q.b. Mais fotos. Muita asneira e disparate. Dançar calçada. Dançar descalça. Cair no chão. Levantar-me. Beber gins. Trocar de par a toda a hora. Dar abraços a este e aquele. Provas verdadeiras de amizade. Unidos como nunca. Ver a mãe dançar até de manhã. Os amigos tods virados ao contrário. Felicidade geral. Apanhar o bouquet (e quase matar a menina do lado tal era a ganância). Dançar. Dançar. Dançar. Dançar. E ter os pezinhos quase em sangue.

Foi memorável. Um dos dias mais felizes da minha vida. A seguir ao meu casamento, se vier a acontecer. E seguido do nascimento do baguito lindo. Assim a vida vale a pena!

5 comentários:

nix disse...

eheheehe foi mesmo assim, mas não te vi cair :-)

Anónimo disse...

Ritinha, prometeste colocar fotografias da nossa mesa!!!

Fico á espera!

Peter

Jordan disse...

:))))))
Isso eke foi O FESTARÉU :))
Quero ver fotos, mtas mtas!

Pedro e Kika disse...

OS NOIVOS,
Directamente de krabi (Tailandia) para dizer que foi o dia das nossas vidas e que se tem prolongado indefinidamente por esta lua-de-mel.
beijos
Nova familia TORROAES VALENTE!

2ª Torroaes Valente mais nova disse...

Que lindo que é ouvir palavras frescas da membra mais nova Torroaes Valente, kikinha e Pedro espero que ja tenham milhentas fotos thais para mais tarde recordarem. Beijinhos Maria


PS- Agora falta a Rita, a Mafalda e Eu casarmos todas (pela ordem escrita!)para o clã TV estar completo. Aguardem- nos!