sexta-feira, 27 de outubro de 2006

Devaneio

Pudesse eu fazer tudo o que me dá na real gana: saía daqui disparada, sem pensar que podia ser despedida (que se lixe!!!) e rumava sem destino. Viajava até me fartar. Curtia e divertia-me à grande, aproveitava à grande as maravilhas da vida e da natureza! Fosse eu milionaria, então não trabalhava até um dia me fartar. Viajar, sair, estar com amigos, talvez com o principe (aquele que não sei se existe), palmilhar o mundo de lés a lés, sem pensar em rendas de casa e contas e seguros de saude e e em futuros longinquos.

E depois acordo e ouço "n sejas parva" "n digas baboseiras" "acorda para a vida"

...

1 comentário:

Ana disse...

Ao menos jogaste no Euromilhões? Nunca se sabe....