domingo, 8 de outubro de 2006

Centenas sem escolaridade obrigatória


Alunos entram na faculdade sem o 9º ano


Há universidades que estão a receber centenas de alunos sem o 12º ano, ou mesmo sem o 9º ano. A possibilidade foi aberta pela autonomia dada pelo Governo, em nome da igualdade de oportunidades na educação

A única condição é os candidatos terem mais de 23 anos, fazendo depois uma prova e uma entrevista de admissão, que em muitos casos é um mero pró-forma. Na Escola Superior de Gestão de Santarém, por exemplo, os 129 candidatos sem o 12º ano foram todos aprovados.Esta solução está a impedir o encerramento de cursos que doutro modo não teriam alunos.

(Mas que raio?)

4 comentários:

apipocamaisdoce disse...

Qualquer dia saem directamente do infantário prá universidade!

Ana disse...

Olha estou parva! Só mesmo neste país....

Scr34m3r disse...

Sinceramente não acho mal, especialmente em zonas como é o caso de Santarém.

Eu sou da zona e tive muitos colegas que tiveram de abandonar a escola para ajudar a familia. Porque não, depois de uma certa idade e de uma certa estabilidade voltarem a estudar e tirarem um curso ou numa area concreta? Eu tive a sorte de ter pais que tinham possibilidades em me pagar todos os anos de escolaridade que passei, muitos não tiveram essa sorte. Não acho mesmo mal desde que tenha um final prático.

Jordan disse...

Grande igualdade de oportunidades!
Daqui a uns tempos temos gente a entrar em medicina e noutros cursos "apetecíveis" à pala dessas entrevistas supostamente imparciais... sem se terem matado a estudar como mtos dos que ficam pelo caminho... Exames para quê? Por que raio hão-de os futuros candidatos tirar o 12º? Basta tirarem 5 anos de férias e conhecerem alguém!
Vai ser o belo do "viva a cunha" (para não variar!)
Não concordo!
Até pq aos 23 anos estão em mt boa idade de concorrer pela via normal! Estudem mas é :P C'a nervoooooos!