sexta-feira, 4 de agosto de 2006

Tome lá Drº para as suas cirurgias :P

Fecha a porta, apaga as luzes
Vem deitar-te a meu lado
Dá-me um beijo, que o meu desejo
Vai ficar acordado
Vem, amor, a noite é uma criança
E, depois, quem ama por gosto não cansa
Amanhã, de manhã,Vamos acordar e ficar a ouvir
A rádio no ar, a chuva a cair
Eu vou-te abraçar e prender-te, então
No corpo que é teu, na cama, no chão
Os nossos lençóis e a colcha de lã
Eu vou-te abraçar,
Amanhã, de manhã
Fecha os olhos, esquece o tempo
Nesta noite sem fim
Abre os braços, acende um beijo
Fica dentro de mim
Vem, amor, a noite é uma criança
E, depois, quem ama por gosto não cansa
Amanhã, de manhã,Vamos acordar e ficar a ouvir
A rádio no ar, a chuva a cair
Eu vou-te abraçar e prender-te, então
No corpo que é teu, na cama, no chão
Os nossos lençóis e a colcha de lãEu vou-te abraçar,
Amanhã, de manhã
Vamos acordar e ficar a ouvir
A rádio no ar, a chuva a cair
Eu vou-te abraçar e prender-te, então
No corpo que é teu, na cama, no chão
Os nossos lençóis e a colcha de lã
Eu vou-te abraçar,Amanhã, de manhã

2 comentários:

Ana disse...

Hummmm...anda aí coisa...ai anda, anda..!!!

Hugo disse...

Lindo...só tu para citar as amigas Doce
LOL