quinta-feira, 17 de agosto de 2006

Não quero mais

Conhecemos pessoas. Aprofundamos relações. Criamos laços. Daqueles fortes. E depois o que fazemos com isso? Com a saudade? Com o afecto? O carinho? Porque é que a rotina é sempre a grande desculpa para o fim das coisas? Ou o medo de dar passo? Será que não percebem que a rotina se instala nesta relação como se instalará na próxima? E que os medos se enfrentam? Não quero conhecer mais ninguém que me apresente mais gente. E depois criam-se sentimentos. E amores. E admirações. E depois é uma grande merda.

3 comentários:

Jordan disse...

Não queres mais... por agora!
Daqui a uns tempos vais queres MTO MAIS :)
E vais ser feliz, MTO MTO!

E há-de haver um dia (já amanhã ou daqui a uns tempos!) em que será para sempre :))))

Eu SEI ;)))))

Bjuuuuuuuuuuu!

Anónimo disse...

Amiguita, há pessoas e pessoas! Acredita que quando encontrares alguem que te mereça, vocês hão-de conseguir vencer a rotina! Eu sei que sim e acredito disso!
Deixa a tempestade passar que a seguir vem a bonança!

beijocas e fica bem!
Pat

Sinhó disse...

E às xs tb n!
Rita, as pessoas podem custar-nos muitas dores (e n só de cabeça) mas tb são elas que nos fazem sorrir...só temos que encontrar as certas!