terça-feira, 11 de abril de 2006

Amor incondicional


Ontem ligaste-me de Nova Iorque. A tua última grande viagem de solteiro. Tens o poder de me aquecer o coração. De me fazer brilhar os olhos. De me fazer rir de felicidade só por ouvir a tua voz. São assim os amores incondicionais. É assim o amor que te tenho. Aquele em que a nossa cumplicidade é única. A nossa amizade eterna e infinta. Os nossos abraços ternos. E os nossos olhares que dizem sempre "gosto tanto de ti...". Não nego que morro de medo de te perder. Que a vida nos pregue uma partida. E não nego que és o homem da minha vida. Aquele com quem não corro riscos de separações. De traições. De mágoas. Somos gémeos. Somos frutos da mesma noite de amor. Partilhámos tanta coisa. E continuamos a partilhar tantas outras. O teu cheiro. Os teus hábitos. As tuas preocupações. A protecção que me dás. Amo-te mais que tudo neste mundo. E no outro. E no outro também. A minha vida sem ti seria pela metade. As coisas só fazem sentido com a tua voz. A tua presença. E o nosso amor.

És a pessoa mais importante desta vida. E da outra. E da outra também. Tu, a Jo, o Nuno e o bago são sangue do meu sangue. São a minha verdadeira razão de viver. Hoje e sempre. Para sempre.

*obrigada pelo telefonema

6 comentários:

Jordan disse...

:)))))
Lindo, como sempre!
Adoro essa cumplicidade entre gémeos!
Eu devia ter sido uma, ou ter uns (nesta última, ainda vou a tempo, hehehe)

Pedro valente disse...

A minha irmã é LINDA!!!!
Fiquei com lágrimas nos olhos de ler isto...ADORO-TE MANINHA!!!

Jasmim disse...

Uma homenagem fantástica...sinceramente comovente...ADOREI!!!


BJS****

Star * Dust disse...

Parece que o amor chegou aos blogueiros em força! Tem graça termos falado do mesmo, embora de perspectivas diferentes, apesar de não nos conhecermos! Se fosse combinado não calhava tão bem! ;0)

ritolassss disse...

snif snif .... até fiquei com lagrimas no olhos :)

Farpas disse...

Que bom...até me apetecia ter um irmão, tens emoções e formas de Amor que não conheço.Gosto muito de ti minha "balançinha gémea"!