segunda-feira, 18 de julho de 2005

saudades

Ontem lembrei-me de ti. No simples acto de comer uvas ao jantar recuei no tempo... vi-me no quintal a comer uvas apanhadas directamente da parreira que cuidavas com tanto carinho. Os banhos de mangueira depois da praia. O cheiro da tua casa. As línguas de gato. O avô a fazer a barba à antiga. A correria em tempo de verão, com a casa cheia. O quarto dos santinhos.

Odeio sentir saudades... como eu gostava que estivesses aqui...

Sem comentários: