domingo, 8 de maio de 2005

Ir à praia pode ser uma odisseia...

Pois pode! Pelo menos ontem assemelhou-se muito...
Acordei cedo para um Sábado (10h30), fui com dois amigos, bebi belos sumos de morango, uma tosta de frango e refastelei-me na areia como há muito não fazia. Até aqui tudo bem. Mas atrás de nós (mesmo a um palmo) estavam duas meninas de raça negra dos seus 13 e 15/16 anos, respectivamente, deitadas nas suas toalhas. Isto também não tem mal nenhum, não fossem estar rodeadas por um "enxame" de miúdos na idade de descobrir o sexo...aquilo era uma miscelânia de raças: ciganos, pretos e brancos. Tudo dos seus 14/15/16 anos. Era uma verdadeira competição para ver quem conseguia "comer" a menina mais velha. A mais nova estava toda encolhida, com sorrisos ingénuos e tímidos, sem saber muito bem o que fazer para não mostrar o seu desconforto. Entretanto já um dos rapazitos estava deitadinho na toalha ao lado da pretinha... e já se podia constatar que estavam bem entretidos naquilo a que chamamos "curte". (ao mesmo tempo que os restantes gozavam, riam, diziam piadinhas e até fotos tiravam ao casal que se beijava como se não existisse amanhã - coisas típicas de miúdos daquelas idades). A seguir o rapazito saiu da toalha e nem 5 mintos depois já lá estava outro - desta vez de raça cigana. E pronto, lá conseguiu que a menina cedesse/resistisse aos seus encantos (?). Lá curtiram. Desta vez sairam todos de perto e deixaram os dois bem à vontade... quando o ciganito se foi embora o outro que lá tinha estado voltou e disse à jovem "o que é que fizeste ao Zé, que saiu daqui com um ar todo feliz?". Ao que ela respondeu "ao menos ele sabe o que faz". Ora toma!!! (nada que impedisse que este rapaz voltasse a atacar e a curtir com a menina). Foi um "uma vez tu uma vez eu" que me chocou. Comentei mesmo com as pessoas que estavam comigo que depois admiram-se que as miúdas apareçam grávidas e sejam mães tão cedo...

Para não falar da mais jovenzita que, por momentos, se ausentou com todos e quando voltou vinha a apertar e a ajeitar o biquini, parte de cima... com aproximadamente 13 anos... pude ainda assistir às duas a atenderem uma chamada no tlm, possivelmente de um dos progenitores, e combinarem, entre risos, dizerem que estavam as duas sózinhas na praia. (enquanto mandavam o "enxame" calar-se)

Fomos embora e aquilo continuou... fiquei com pena delas...

5 comentários:

Jordan disse...

Tou farta de rir com este post... Não só pelo surreal da situação (sim, pq eu com 16 anos não era assim), mas tb por expressões como "meninas de raça negra", "pretinha" ou "raça cigana" - és A PIOR oh Valente, heheheh!

Rita disse...

Tu é que reparas em tudo pá!!!!!!!!! :PPPPPPPPPPP

ines disse...

É a maneira soft de dizer q era uma cambada de chungas fossem lá de que raça fossem. Foi uma telenovela da vida real a 7 grãos de areia de distância, porque diga-se de passagem que nós quase que éramos abraçadas pelos meninos de tão perto que estavamos. E a Rita com os seus ouvidos de tísica não perdeu um minuto do escasso diálogo entre os personagens.:P
Mas há um pormenor que ela não contou:é que assim que os viu agarrou-se ao saco da praia...a minha miguita rita é ligeiramente preconceituosa~:P
Mas a praia estava cheia de motivos de corte, foi lindo! Nada escapou à Triny and Susanna portuguesas:P

Rita disse...

LOL, só de me lembrar agarro-me já ao saco outra vez... e não é ser preconceituosa, é ser cautelosa, faXXXX favorEEEE!! ; )

Jordan disse...

E pronto!! Só mesmo vcs pra me fazerem rir outra x!! Imaginooooo!
(e Valente, se te serve de consolo, tb eu me abraçaria ao saco como se não houvesse amanhã!!)