quarta-feira, 27 de abril de 2005

Na empresa onde trabalho...

... é obrigatório seguir as seguintes regras:

- Não fumar dentro do edifício (nem nas wc's - recentemente saiu uma comunicação interna a avisar aqueles que fumam às escondidas nas casas de banho...). Não sair durante o horário de expediente, salvo para almoçar ou para algum trabalho em exterior.

- Se a pessoa se esquece do cartão de ponto (sim, pica-se o ponto religiosamente!) das duas uma: ou paga 10 euros e entra, ou vai a casa buscá-lo e entra, ou volta para casa...

- Toda e qualquer pessoa (salvo muito provavelmente o administrador, ou o "tio", como é conhecido por entre as gentes que trabalham para ele) tem de possuir uma senha para aceder à internet, para que o controlo seja rigoroso (por controlo entende-se as páginas que se visitam, o tempo que se navega......and so on.....)

- Para cada trabalho ou artigo, como é denominado na linguagem jornalística, cada pessoa tem de apontar a hora a que lhe foi entregue a tarefa e posteriormente a hora a que terminou. Tudo para que os chefes preencham um relatório mensal ou semanal, consoante o caso, a entregar aos superiores. (mais uma vez para o controlo de quem fez o quê e quanto tempo demorou... )

- Os recursos humanos estão religiosamente atentos aos horários de entradas e saídas de pessoal. Se alguém chega sempre mais tarde da hora que é suposto, é chamado a atenção. Assim como se não prefizer as horas semanais que deveria... (estou prestes a ser chamada...)

- Agora corre o boato que os directores, se detectarem que alguém não trabalhou as horas que deveria em determinada semana, tem de avisar os recursos humanos para descontarem as horas.

- Os telefonemas são controlados com rigor. Tanto os de telefones directos como através das telefonistas.

Ok, agora que já choquei mais uns quantos já posso dormir descansada. Tinha de partilhar com alguém. Isto de se ser subordinado e ter de baixar a cabeça não é tarefa fácil. Mas entre esta situação e o desemprego, o que preferiam? Exacto, é isso mesmo.

3 comentários:

Jordan disse...

Estou oficialmente chocada e só por isso hj não refilo mais com a minha ETA ;)!!
A dos 10 euros então...
E ouve lá: os recursos humanos tb picam ponto? Se assim for, e uma x q eles são os "polícias", não há a possibilidade de abusarem da coisa? Então e os informáticos? Aposto q andam todo o dia a visitar sites porno com as senhas dos outros ou a apagar o history dos deles... Viva a escravatura!

Psico_Pata disse...

E eu q pensava q tinha havido uma coisa tão bonita chamada 25 de abril...

M.Pedrosa disse...

Isso parece a a prisão de Alcatraz. Os chefes andam todos a precisar de lentes no olho.