quarta-feira, 9 de fevereiro de 2005

Posso ser utópica "assim como assim"?

Hoje foi o almoço de aniversário do meu queguido amigo Begnagdo (ele não fala assim mas chama-me sempre guita e nunca rita : ) O local eleito pelo anfitrião para reunir os seus 30 ( ou algo aproximado) amigos foi o restaurante Angra, ali na Praia grande. E são 30 anos : )) (ah trintão!) Sorte das sortes, esteve um dia lindo. O restaurante fica mesmo em cima da praia e tem uma vista fabulosa.

Comeu-se muito bem, conviveu-se muitissimo, rimos imenso, divertimo-nos (ainda fiz de baby-sitter para o mano e a cunhada poderem almoçar sossegados). E, a dada altura do almoço, eu disse "ai, gostava tanto de viver dos rendimentos", "passar os dias de frente para o mar", disparates que se dizem nestas alturas... ora, as minhas amigas Lau (como o begnagdo chama à cláudia) e Lé (é lé pq sim:P) não foram de modos e fizeram-me dar um "grande tombo". "Era, e trabalhar que é bonito, nada?", "pois, e o $ caía do céu", blá blá, blá.

OPÁ MINHAS AMIGAS, DÁ PARA SER UTÓPICA ASSIM COMO ASSIM? CHUIF...

4 comentários:

CV disse...

já me conheces... sabes q sou assim... realista!!! precisamos do dinheiro p ter e fazer tudo aquilo q queremos, mas tb trabalhamos p nos sentirmos realizados...

e eu tb já te conheço mto bem, p saber q não aguentavas nessa boa vida sempre... agora, sabe bem... mas não p sempre, né??!! ;)

100tidos disse...

Concordo! Adorava n precisar de trabalhar para saber q nunca teria q aceitar um emprego de merda só pq precisava de pagar as contas mas era incapaz de levar vida de dondoca. Imagina o q era n teres NADA para fazer todos os dias? Ou passavas a vida a viajar e tinhas q financiar uma existência de dandi a uns qtos amigos para q te fizessem companhia ou então eras capaz de acabar a bater com a cabeça nas paredes:( Lá dizia o nosso amigo Shakespeare: "se todo o ano fosse de férias alegres divertir-nos seria um aborrecimento"...

Rabbit disse...

Então andamos soltinha..sem nada para fazer.
Eu cá precisava de alguém para gerir os meus milhões...
que dizes?
Era ver o extracto todos os dias e dizeres me quanto zeros havia...
pensa nisso...
beijos

Rita disse...

Coelhinho, estou à espera de uma proposta de trabalho ; )