sábado, 29 de maio de 2004

Amor e loucura sempre unidos

A Loucura resolveu convidar os amigos para tomar um café em sua casa. Após o café, a Loucura propôs:
-Vamos brincar às escondidas?
-O que é isso?- perguntou a Curiosidade.
-É uma brincadeira. Eu conto até cem e vocês escondem-se.
Ao terminar de contar, vou-vos procurar, e o primeiro a ser encontrado será o próximo a contar. Todos aceitaram, menos o Medo e a Preguiça.
- 1,2,3,...- começou a Loucura a contar.

A Pressa escondeu-se primeiro, num lugar qualquer. A Timidez, tímida como sempre, escondeu-se na copa de uma árvore. A Alegria correu para o meio do jardim. Já a Tristeza começou a chorar, pois não encontrava um local apropriado para se esconder. A Inveja acompanhou o Triunfo e escondeu-se perto dele, debaixo de uma pedra. A Loucura continuava a contar enquanto os seus amigos se iam escondendo. O Desespero ficou desesperado ao ver que a Loucura já estava no noventa e nove.

- CEM! - gritou a Loucura, vou começar a procurar...

A primeira a aparecer foi a Curiosidade, que não aguentava mais, querendo saber quem seria o próximo a contar. Ao olhar para o lado, a Loucura viu a Dúvida em cima de uma cerca sem saber em qual dos lados ficar para melhor se esconder. E assim foram aparecendo a Alegria, a Tristeza, a Timidez...

Quando estavam todos reunidos, a Curiosidade perguntou:
- Onde está o Amor? Ninguém o tinha visto. A Loucura começou a procurá-lo.

Procurou em cima da montanha, nos rios, debaixo das pedras e nada do Amor aparecer. Procurando por todos os lados, a Loucura viu uma roseira, pegou um pauzinho e começou a procurar entre os galhos, quando de repente ouviu um grito. Era o Amor, gritando por ter furado o olho com um espinho. A Loucura não sabia o que fazer. Pediu desculpas, implorou pelo perdão do Amor e até prometeu segui-lo para sempre. O Amor aceitou as desculpas.

Hoje, o Amor é cego e a Loucura acompanha-o sempre.

sexta-feira, 28 de maio de 2004

Sinto-me outra

Hoje estou a gozar mais um diazito de folga. Acordei lá para o meio-dia, estive a ronhar na cama, arrastei-me preguiçosamente para a banheira e lá saí de casa (eram quase 3 da tarde...).

Quando me dirigia para o meu querido pópó, para ir almoçar a casa de uma amiga, eis que vejo um vizinho meu, já com os seus 80 e muitos anos, a andar muito vagarosamente sob um calor de morrer. Dei as boas tardes e segui até ao carro...

Mas, caraças, fiquei com um aperto no coração de vê-lo a deslocar-se daquela forma, com tanto esforço, apoiado na bengala.
Entro no carro, e ainda o avisto muito ao longe. Abro as janelas, ligo o rádio e dou por mim a esperar que ele se aproxime do sítio onde estou.

O senhor está prestes a chegar e eu abro a porta do carro e ofereço boleia. Ele diz que vai para o convívio e que não quer incomodar. Lá o convenço e ele agarra-se a mim e dá-me um beijinho carinhosamente.

Durante o caminho conversamos, ele diz que tem que andar às vezes, que estar deitado o dia todo não é solução e que todos os dias vai ter com os amigos ao convívio. Chegamos ao destino... ajudo-o a sair do carro. Ele quer que eu o deixe oferecer-lhe uma "bica". Digo que ainda não almocei. Agradeço. E deixo-o.

Sigo o meu caminho... vou a pensar que me sinto com uma alma nova... que fico com o coração nas mãos quando vejo sitações destas...

Realmente ajudar nunca custou nada e sentimo-nos logo outros.


quarta-feira, 26 de maio de 2004

Amar

Na vida existem três tipos de amor:

- O Amor (Love)... que dura dois meses

- O grande amor (Big Love)... que dura dois anos

- O grandioso amor (Greatest Love)... que muda a nossa vida por completo

__________________________


Quando um homem sofre uma grande desilusão amorosa (falo de desilusão com D maiúsculo), foge e faz tudo para virar a página. Vai, acima de tudo, procurar a 2ª mulher que ele mais amará nesta vida...
Há sempre duas hipóteses:
-Ou esse amor que o magoou tanto passa a fazer parte do passado
-Ou a pessoa que lhe proporcionou essa desilusão chega antes do virar da página... e explica-lhe que sempre o amou... se não chegar a tempo, então o que havia entre eles está "morto e enterrado". Deixou as suas marcas, partiu, saiu devagarinho para que ninguém percebesse...


Estes são os resultados de ir ao cinema... Trago as teorias do filme e tive que passá-las para o meu "pequeno" blog. Não que alguém vá ler, talvez mais porque não me quero esquecer, talvez mais porque vou querer sempre relembrar.

O amor doi...

Venha o stress!

Nada como trabalhar sob pressão.

Podem dizer o que quiserem, mas entre estar o dia inteiro em stress por saber que até ao final do dia temos de entregar um "mega texto" e que ainda precisamos de fazer contactos, ou passar o dia a "encher chouriços"... VENHA O STRESS!

A sério, detesto estar sempre a olhar para as horas a pensar "nunca mais são 6 horas...). Prefiro, muito mais, pensar "xii...já são 6 horas!". Parecendo que não, enquanto temos muita coisa para fazer, o tempo voa! E, ao final do dia na caminhada para casa, sentimo-nos realizados! (eu falo por mim...)

Todos os dias digo "era tão bom não fazer nada...", mas no fundo sei que se não estivesse ocupada o dia todo dava em maluquinha! Há que estar com a mente ocupada! É saudável! Dorme-se melhor!

Se lerem isto e acharem que estou louca, tentem imaginar-se sem nada para fazer o resto da vida...

segunda-feira, 24 de maio de 2004

Típica portuguesa...

Sou típica portuguesa... não que me envergonhe disso, mas há determinadas coisas que só mesmo nós é que fazemos:

- Hoje dei por mim a ir pagar a conta do telemóvel no último dia permitido...

- Fui ao Blockbuster entregar um DVD e paguei 15 Euros (sim, leram muito bem!!) de multa!

- Fiz a declaração do IRS já após o prazo limite... vou pagar multa! (eu não aprendoooooooooooo)

- Dia sim, dia sim, chego atrasada ao trabalho e saio após a hora.

- Sou uma consumista nata, janto fora, vou às compras e nesta altura do mês estou sempre nas lonas.

- Todos os dias digo que estou estafada e me vou deitar cedo. Quando dou por mim já passa da meia noite.

- E, para terminar, todos os anos prometo que vou melhorar tudo isto e depois... É O QUE SE VÊ!

Há dias assim...

Neste fim-de-semana, e no que passou, diverti-me como há muito não acontecia:

Festa de anos de uma grande amiga minha e namorada do meu irmão gémeo. Oito pessoas, jantarada e saída no Bairro Alto. Matar saudades dos amigos. Rir a bom rir e não pensar em chatices.

Praia com amigos, muito sol, mar, calor.... e alegria! Jantar com amigas da faculdade e saída para o Bairro Alto (sim, de novo!).

Jantar de uma das melhores amigas. Bairro Alto (no comments...), Santos, Kapital, copos, risos, alegria e tudo, menos preocupações.

Há dias que passam sem que demos por isso. Em que o nosso desejo é que os minutos se transformem em horas e o nosso prazer de estar com os amigos dure eternamente.

Há dias assim, em que tudo corre bem e sentimos que somos as pessoas mais felizardas do mundo, talvez por termos amigos que nos protegem, nos fazem rir, nos ouvem e não nos deixam desamparadas... não nos dizem que não a um convite para café, sem que haja uma razão muito válida. Não negam a nossa companhia... e nos dizem que somos lindas, todos os dias.

Há dias em que sou totalmente feliz... há dias assim... : )

Socorro...

Há dias em que sou um poço de inseguranças, indecisões, incertezas, instabilidade, e por aí fora:

Como sabemos que o sítio onde trabalhamos é o "tal"? Ou se a pessoa com quem estamos é aquela "para sempre"? Ou melhor, existe isso do "para toda a vida", "até à morte"?

Onde poderemos encontrar a felicidade perfeita? Ou a felicidade não passa de pequenos momentos... e tão fugazes que, quando damos por nós, já passaram?

Como será a minha vida daqui a 10 anos?...

SOCORROOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!! ESTOU AFOGADA EM ETERNAS DÚVIDAS : (



sábado, 22 de maio de 2004

Parabéns amiga linda : )

Hoje não se fala só de casamentos reais. Ah, pois não. E mais, o que nos interessa isso quando uma das nossas melhores amigas faz anos?

A minha amiga Inês, chinesinha, gorda, linda faz hoje 26 anos. O meu blog não podia deixar passar esta data... seria uma enorme falha! Como tal, aqui lhe deixo um grande beijinho. E logo à noite temos jantarada! WEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE!!!!!!!!!!!!!!!!!!

E pronto, vou despachar-me, que isto de ter amigas a fazer anos também tem o seu lado chato: GASTAR DINHEIRO EM PRENDINHAS ; )

Inosa, criminosa, chungosa, adoro-te muitoooooooooooooooooooo!!!!!!!!! Muitos parabéns!!!! TOCA A SORRIR!

VIVA OS NOIVOS!

Finalmente lá se casou o "tão desejado" Principe Felipe. Meninas, podem parar de sonhar e de perder noites de sono... a Letizia lá o caçou, com os seus lindos olhos (azuis!).

Confesso que não assisti à cerimónia. Não estive para acordar cedo, a um Sábado, para ver a Boda Real. Mas já me chegou aos ouvidos que choveu "a potes". Ora, "boda molhada é boda abençoada", sempre ouvi dizer.

O "nosso" Felipe elegeu, para sua esposa, uma plebeia linda de morrer, culta, inteligente, licenciada, divorciada e tudo o mais que gerou tanta polémica entre os monárquicos. Casaram por amor, é bonito nos dias que correm!

E agora, toca a comprar as revistas que trazem os especiais sobre este grandioso acontecimento... isto é uma mina de ouro para os donos das ditas revistas! Oh se é...

VIVA OS NOIVOS!

Sol onde estás????????????????????????

Isto não é justo... trabalha-se uma semana inteira, com um calor abrasador, e só se sonha com a chegada do fim-de-semana... Chegado o dia "D", está tudo encoberto!

ESTOU PIÚRÇA!!!!!!!!!!!!!!!!

quinta-feira, 20 de maio de 2004

Saudades...

Nada como acordar ao meio dia, a uma Quinta-feira, olhar pela janela e pensar "Hum... vou até à praia..."! A sério, tenho saudades da vida de estudante, em que faltava às aulas das oito, baldava-me para namorar, para estar com as amigas no café ou simplesmente para dormir. Saudades das férias de 3 meses, da pouca responsabilidade... que na altura parecia imensa!

Incrível como basta ter uma folguita semanal para se pensar nisto tudo... mas isto de ter horários, responsabilidades, esperar sempre pelo $$ ao fim do mês e ter contas para pagar é um stress... perde-se a sanidade mental...

Já pareço as senhoras de idade que passam o tempo a dizer "bons velhos tempos... bons velhos tempos...". Isto está bonito, está, está!

Vou mas é "laurear a pevide" para a praia : )

quarta-feira, 19 de maio de 2004

Benvindo VS Bem-Vindo

Há uns (largos) anos, estava eu na faculdade a fazer uma frequência de Língua Portuguesa cujo grande objectivo era corrigir um enorme texto. Aquilo pareceu-me muito fácil e até achei que me tinha corrido muito bem. Quando recebo o dito já corrijido apercebi-me que afinal a facilidade era relativa... Entre outros erros, enganei-me na palavra "bem-vindo". Ou melhor não corriji de "benvindo" para "bem-vindo". Tenho que confessar que fiquei lixada... e nunca mais me esqueci!

Ora, há uma semana, vou eu a fazer a IC19, como faço todos os santos dias para ir trabalhar, e reparo num cartaz da Câmara de Lisboa com a frase "Benvindo ao Rock in Rio". Fiquei a matutar naquilo e perguntava-me "será que andei enganada estes anos todos?". Cheguei mesmo a comentar com uma grande amiga e ex-colega de faculdade... Mas tudo se esclareceu quando vi no jornal da SIC Notícias a reportagem sobre o erro do cartaz.

Agora pergunto:

O Drº Santana Lopes atribuiu as culpas à organização do Rock in Rio, que por sua vez negou ter qualquer responsabilidade. No fundo só gostava mesmo de saber se nenhuma alminha pertencente à Câmara ou à organização do dito evento musical conseguiu reparar no erro que ali estava... CAMBADA DE BURROS.

Por pouco não perdi o sono... agradeço desde já ao Drº Vítor Oliveira, que foi quem me ensinou a distinguir estas duas palavras, e deixo os meus "pêsames" a quem não teve o privilégio de aprender antes como escrever correctamente.


Tirem-me daqui...

11h51... estou na redacção... não vejo a hora de ir almoçar, sair, apanhar ar, ver o sol... está um calor de morrer lá fora e eu aqui dentro de camisola vestida. Os loucos do ar condicionado perseguem-me. Dia de fecho, azáfama total e eu só penso na folga que vou gozar amanhã, na praia, longe de textos, paginadores, chefes...

Este foi o desabafo matinal...

terça-feira, 18 de maio de 2004

Maio, MADURO, Maio

Não entendo porque há tanta gente a fazer anos no mês de Maio... fazendo contas, estas pessoas foram concebidas em Setembro. O que tem este mês de tão especial para andarem a procriar desta maneira???????? NÃO HÁ BOLSO QUE AGUENTE...
Paulinha, Bernardo-Guardanapo, Kika, Avô, Inês, Rui, Shaper... and so on, and so on... meus queridos, não podiam ter nascido noutro mês? Outubro, talvez????????? (viva os balancitas, viva EU)
ok, ok... admito... adoro-vos na mesma.
PARABÉNS A TODOS (ASSIM É MAIS FÁCIL ; )

O PRIMEIRO DE MUITOS DEVANEIOS...

Aqui está mais um blog, no meio de tantos...Mas este é o MEU! : ) E não façam essas caras porque, quer queiram, quer não, aqui vou escrever, descrever, transcrever; transparecer a minha alegria ou talvez tristeza; ser eu em tudo o que disser; dizer disparates ; fazer criticas; e tudo, e tudo e tudo... o que bem me apetecer!
Façam comentários, bons ou maus, porque como sempre ouvi dizer, "desde que falem, está tudo bem".

E TENHO DITO ; )