terça-feira, 16 de novembro de 2004

Era uma vez...

Era uma vez três crianças pequenas. Três irmaos. Um mais velho 3 anos que os seus dois irmaos, q eram gémeos e, igualmente, um casal. O menino grande era muito reguila. Subia os armários e engolia os frascos de comprimidos... (e dps is p o hospital fazer lavagem de estômago...), fazia xixi nas cavalitas dos amigos da sua mae. Corria por td o lado e ninguém tinha mao nele. Quando os manos nasceram, e ele se apercebeu q ja n era o centro das atençoes e q n era um, mas sim dois, q vinham p partilhar c ele o amor da sua mae, ficou cheio de ciúmes. Tentou, inclusivé, atirar as alcofas pela janela... mas era pequenino e n cseguiu.

Com o tempo, os 3 irmaos tornaram-se os melhores amigos de sempre. O manos rapazes brincavam juntos. Corriam pelo corredor fora, jogavam berlinde, spectrum, subbuteo (n sei se se escreve assim...), futebol, brincavam à playmobil. A mana rapariga tentava acompanhá-los e era a "colas" q ia c eles p td o lado. (até largar um pouco a saia da mae, pq até essa altura p onde a mae ia ela ia atras...) Por outro lado, os manos mais pequenos juntavam-se muito contra o mano grande, nas brigas. No fim, tds ficavam amigos. Até pq às vezes o casal tb brigava e o mano gemeo partia as cabeças das barbies da mana gemea.

Os pais destes tres meninos eram separados e a mae deles era uma super mulher. Dava-lhes tudo, levava-os para todo o lado, fazia as vontades e proporcionou-lhes uma infância mais que feliz. Os meninos eram apaixonados pela mae. Nao a largavam.

Para acordar de manha era uma luta para a menina. A mae tinha q ir buscá-la à cama pq ja estavam tds atrasados p o colegio. De facto, desde q nasceu q a menina adora dormir... A menina andava no ballet e os manos iam jogar à bola no patio em frente enquanto ela estava na aula. Os meninos gozavam c o professor pq usava calças justas...

No Natal era uma excitaçao na casa deleas. A mae escondia semrpe as prendas nos sitios mais estranhos mas os meninos, especialmente o grande e a menina q era os mais curiosos, descobriam sempre. Faziam sempre a árvore de natal e o presépio, todos em conjunto, e a magia era muito bonita.

Os avós vinham sempre do algarve passar c os meninos, a sua mae, e os tios e primos dos meninos. Quando n vinham enviavam sempre uma encomenda q os meninos rasgavam tal era a curiosidade para ver as prendas.

As ferias eram sempre passadas em casa dos avos, no algarve, e todos se divertiam muito. Até a mae, mmo tendo que aturar os tres diabinhos. Qd se ia a ayamonte às compras, a excitaçao era total. E a avo oferecia sempre uma prenda a cada neto. Passados uns anos, passaram a ir para o meco, onde a mae alugava casa ao ano. Verao ou Inverno, era ali que eles estavam muitas vezes e brincavam. Lareira acesa, jogavam às cartas com a mae. Às vezes levavam amigos de fim de semana e n paravam. Verao era sempre praia.

Os meninos, durante muitos anos, tiveram um caozinho chamado Gucci q era a sua perdiçao. Depois tiveram que dá-lo pq um dos tres era alérgico ao pelo. Foi uma tristeza para todos, mas uma tristeza bem superada.

O mano gemeo tinha mutas crises de asma e ia mtas noites p o hospital c a mae. A mana gemea uma vez teve de levar tres pontos perto do olho pq a brincar c o mano gemeo, magoou-se. La foi a mae coser a menina. (a mae é medica). Outra vez a menina levou c um taco de mini golfe na cara, no algarve, e la foi c a mae p o hospital. Tudo isto p dizer q a mae aguentou sempre todas as traquinices dos filhos... p n falar da caída de skate do mano grande, q partiu o nariz, das vezes q perdia o aparelho dos dentes (pq a jogar à bola guardava aquilo no bolso...).

Hoje os tres irmaos já sao grandes, continuam muito amigos. Um deles, o maior, já está casado e vai ser pai. O outro para lá caminha e a menina pode ser q um dia também tenha esse destino. Exusado será dizer q a mae continua a aguentar com tds os disparates... excusado será dizer q a mae é a pessoa mais importante da vida desses tres irmaos. Os tres foram sempre bem sucedidos na escola, ja acabaram os cursos, para gd orgulho da mae galinha. Felizmente nunca deram problemas a ese nível, a n ser, por ex a menina q n gostava de matematica e teve explicaçoes no 8º ano, ou o mano gemeo q era mt teimoso e n queria ajuda de um explicador q era maluco e tinha a casa cheia de animais (isto no seu 12º). N quis ajuda e lá se safou...

Os manos têm uma catrefada de amigos. A casa está sempre cheia, o telefone toca muito e a confusao está sempre lá.

Agora estiveram uns meses mais separados, mas sempre unidos, pelo coraçao. Nada poderá algum dia separar estes 4 seres q tanto se querem. E quem se atrever a tentar, assina a sua sentença de morte : )

ah, e a menina fazia a mae passar algumas vergonhas: qd era pequenina e ia ao café c a mae, dizia alto e bom som "a minha mae é divórciada", sem que soubesse o q isso queria dizer... e qd iam tds à piscina os meninos gritavam qd tavam dentro de agua, a chamar a ame p lhe mostrarem as suas acrobacias na água... santa paciencia da mae deles!!


Jô (mami), Nuno e Pedro, adoro-vos muito. Este post é para vocês. : )

(o português está péssimo porque foi escrito directamente. conta a intençao)


Sem comentários: