sexta-feira, 15 de outubro de 2004

Sevilha acordou tristonha

Hoje o dia está tristonho e frio. Apetece-me ir para casa, vestir o pijamita e ficar sossegadinha. O céu está carregado de nuvens e ameaça uma grande chuvada para o fim de semana. Nada que me espante: desde que me conheço que quando anseio por um fim de semana solarengo (após uma semana excelente de sol... a trabalhar!), tenho o azar de estar um tempo de m$%&/.

Com os phones postos e a ouvir música aos altos berros, vinda directamente do meu mini-disc, tento abstrair-me de tudo o que me aborrece. A redacçao hoje está morta, nao há mt trabalho, está tudo descontraído.... isto assim dá-me sono. Dá-me gozo o stress de trabalho, o estar no limite do prazo para entregar uma notícia, a adrenalina.

A Lé e a MJ foram embora para Lisboa logo de manhazinha. Foi muito bom tê-las por cá uma semana inteirinha. Bem dispostas, sempre a passear. Só lamento nestes últimos dias n ter podido acompanhá-las nos passeios. O trabalho n me deixou. Mas valeu a pena. Sairam duas notícias minhas : ) (Sinha, parece q as meninas têm planos de dar um saltinho a Madrid para te fazerem uma visita)

Hoje chega o namorado da Susana, a arquitecta do nosso grupo. Amanha temos saída. Por cada pessoa que chega para nos visitar, temos que celebrar. eheh!! E na segunda chega o mais recente elemento dos Leonardos (= q estao a fazer o programa leonardo da vinci), o Bernardo Mendia.(sim católicas, ele mesmo!) (Por coincidência, foi meu colega de curso um ano e depois mudou-se para Direito. )

O que me apetecia agora era mesmo um palmier recheado de chocolate... e daqui a nada saio daqui e vou aqui à feira em frente ao jornal comprar uns lenços LINDOS DE MORRER, assim muito coloridos, como eu gosto! : )

Vou aqui fazer uma pesquisa para saber os preços para o concerto dos The Corrs, aqui em Sevilha, para o mês que vem!

Até loguinho.
Rita




Sem comentários: