sexta-feira, 16 de julho de 2004

Medo

Tenho medo de perder as minhas melhores recordações neste tempo que passa; tenho medo de um dia mais tarde não me lembrar da minha infância, da primeira caneta que utilizei na escola e da imagem das minhas professoreas primárias.
Tenho medo que tudo se esvaneça como uma peça de tecido que vai desbotando aos bocadinhos com o sol e que, mais tarde, não consiga distinguir as cores que tiveram os meus dias.
E hoje que penso nisso, também percebo que este blog ajuda-me a não esquecer.

1 comentário:

Anónimo disse...

Vi há bocadinho este mesmo texto no blog de outra pessoa! Plágio?! Shame on... whatever.