terça-feira, 1 de junho de 2004

Coincidências

Hoje, ao chegar a casa, deparo-me com um velhinho a fazer adeus a uma criança que estava na janela. Saio do carro e começo a dirigir-me para casa. O senhor lá estava a acenar até que, de repente, desiquilibrou-se e ia caindo... não tivesse eu chegado a tempo. Quando olho para a sua cara reconheço-o... era o senhor a quem dei boleia no outro dia.

Para mim, estas coincidências têm que querer dizer algo... não sei muito bem o quê... mas realmente lá fui eu ajudar o velhote, de novo, lá ele se agarrou a mim e agradeceu como se eu fosse um anjo... lá fiquei com o coração nas mãos...

A vida é cheia de mistérios... e de coincidências.

Sem comentários: